Notícia

Ferve a 26 'graus'...

May 25, 2019

A edição do Campeonato Nacional da I Divisão que termina este sábado, foi das mais disputadas de sempre. Prova disso é também a luta pela manutenção.

Na temporada passada, 20 pontos chegaram para o Braga se manter. Em 2016/17, o Paço de Arcos manteve-se com 19 (ainda que o Riba d’Ave fosse despromovido administrativamente). Em 2015/16, a Sanjoanense ficaria entre os grandes com 24, depois de na temporada anterior se ter “salvo” com apenas 17. E em 2013/14, a Física somou 28 para a manutenção, mas o Mealhada desceu com apenas 21…

Esta época, os 26 pontos a que o Oeiras aspira, podem não ser suficientes.

Será preciso recuar até 2013 para alguém ter ficado abaixo da linha de água com mais do que 26 pontos. Aconteceu a’Os Tigres, com 29, em igualdade pontual com o Sporting. Mas nesse ano havia 16 equipas e desceriam quatro…

Luta a dois

O que o Benfica “deu” com a derrota caseira com o Valongo (4-5, a 30 de Março), acabaria por “tirar” aos valonguenses – ou “devolver” ao Oeiras, dependendo do ponto de vista – com a derrota caseira com a equipa da Linha. E obrigou a fazer contas para a derradeira jornada.

Actualmente, está o Oeiras na zona de descida, mas a dois pontos de Valongo e a três de Riba d’Ave e Turquel. No entanto, mesmo que percam na derradeira jornada – e o Oeiras vença -, Riba d’Ave e Turquel já estão a salvo.

“Espremidas” todas as contas e factores, o Oeiras fica na I Divisão se vencer e o Valongo não ganhar.

A “guerra” é entre Valongo e Oeiras, mas disputada à distância de mais de 100km que separam o Pavilhão das Goladas, em Braga, do Salvador Machado, em Oliveira de Azeméis.

Para evitar a descida, o Oeiras tem sempre de vencer o seu jogo, frente à actual segunda classificada, Oliveirense. Em sentido contrário, se o Valongo vencer em Braga, qualquer esforço do Oeiras será inglório.

Caso o Valongo empate e o Oeiras vença, ficam ambos com 26 pontos, podendo até juntar-se Riba d’Ave e/ou Turquel com os mesmos 26, em caso de derrota. Nesse caso, descerá o Valongo. Porquê? Pelo mini-campeonato entre as equipas que ficam empatadas. Caso o Valongo vença, mesmo que o Oeiras apanhe Riba d’Ave e/ou Turquel, desce a equipa da Linha.

A última jornada, disputada na íntegra este sábado, tem todos os jogos agendados para as 15h. A saber, com as respectivas nomeações:

• Benfica vs Paço de Arcos • Ricardo Leão e Paulo Baião

• Tomar vs Juventude de Viana • Paulo Carvalho e Teófilo Casimiro

• Oliveirense vs Oeiras • Paulo Almeida e António Santos

• Porto vs Turquel • Sílvia Coelho e Orlando Panza

• Braga vs Valongo • Manuel Fernandes e Porfírio Fernandes

• Marinhense vs Riba d’Ave • José Pinto e José Manuel Pereira

• Sporting vs Óquei de Barcelos • Jaime Vieira e Joaquim Sequeira

Imbróglio na III Divisão?

A eventual descida do Valongo à II Divisão levanta um problema nas equipas que lutam, na III Divisão, pela subida.

É que a equipa “B” do Valongo venceu com brilhantismo – apenas uma derrota e dois empates em 22 jogos – a Zona Norte A da III Divisão e garantiu o direito a subir directamente à II Divisão. Mas a subida é condicionada a não estar a equipa principal na mesma divisão…

Caso o Valongo não assegure a manutenção no escalão maior, a equipa “B” não poderá subir. A vaga dos valonguenses seria para o Fânzeres, que terminou em igualdade pontual com o Marco, mas com vantagem no confronto directo. E o Marco disputaria a poule de promoção.

No entanto, a disputa da promoção já começou a 19 de Maio, e com o Fânzeres… que até venceu na primeira jornada o Torres. Na luta nesta poule estão também Cucujães e Boliqueime.

A última vaga no escalão maior, para Carvalhos ou Física?

Ficando este sábado definido se, com Tomar e Marinhense, desce o Oeiras ou o Valongo, ficará ainda por saber quem se junta a Os Tigres e Sanjoanense no regresso à I Divisão.

Carvalhos e Física jogam este sábado o primeiro jogo da poule de promoção, nos Carvalhos, mas o passaporte da equipa do Norte ou da equipa do Sul para a I Divisão só será carimbado a 8 de Junho, no segundo jogo, em Torres Vedras.

A Física está na sua terceira temporada afastada do escalão maior, ao passo que o Carvalhos está a completar agora a sua quarta temporada na II Divisão desde que desceu em 2015.

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade