Notícia

Argentina de outra galáxia impõe segunda derrota a Portugal

Jul 08, 2019

Portugal somou a sua segunda derrota em outros tantos jogos no Mundial feminino frente à Argentina, por 1-3.

O desafio era hercúleo. A Argentina será, a par da Espanha, a maior candidata ao título mundial, e conta com umas estratosféricas “Luchi” Agudo e Adriana Gutiérrez, esta última a defrontar algumas das suas futuras companheiras no novo projecto do Sporting.

Argentina mandou sempre, também com permissão estratégica de Portugal, no jogo

A albiceleste entre pressionante, a impor um bom ritmo e a encostar a selecção portuguesa, consciente dos argumentos que tinha para este embate. Portugal só atacava a espaços e sem perder o “norte” defensivo, que anulava as iniciativas das sul-americanas. E, a oito minutos do intervalo, Inês Vieira, num grande remate de meia distância, inaugurava mesmo o marcador.

O golo luso era como que um prémio para o seu rigor na forma de encarar a partida, mas despoletaria uma reacção quase imediata. A Argentina “meteu uma mudança acima”, e em minuto e meio viraria o jogo.

Inês Vieira inaugurou o marcador num “tiro” de meia distância

Agudo restabeleceu a igualdade e, de grande penalidade, Valentina Fernandez virou o resultado, batendo… Cláudia Vicente. A guarda-redes que representou o CACO na última temporada substitui a azulada Maria Celeste Vieira, com a habitual dona da baliza lusa – que se penitenciaria pelo cartão visto na flash interview – a não mais regressar ao jogo.

A desvantagem tangencial ao intervalo, dado o volume de jogo das duas equipas, acabava por ser lisonjeira para as portuguesas, mas um reconhecimento de uma boa exibição colectiva, que teria continuidade na etapa complementar.

Argentina virou o resultado ainda na primeira parte

A Argentina continuou a mandar no jogo, mas Portugal ia mantendo Anabella Flores em sentido. Aos 11 minutos, Marlene Sousa teve a oportunidade de igualar a partida, de grande penalidade, mas a guardiã argentina ganharia o duelo à atacante portuguesa. Um dos vários duelos que protagonizaram, ainda que muitas vezes o duelo fosse “injusto”, com Marlene a surgir a solo na meia pista atacante frente às cinco argentinas que Jorge Otiñano tinha em pista.

Cláudia Vicente assumiu a baliza lusa ainda na primeira parte, e esteve em excelente nível

A seis minutos do final, Daiana Silva faria um 1-3 natural, mas com que as portuguesas, com uma excelente atitude, não se resignaram. Aproveitando algum “relaxamento” das adversárias, Portugal “carregou” em busca de novo golo, pressionando até final. Mas, a jogar contra uma das melhores selecções do Mundo e contra o relógio, os números que contam para o jogo já não sofreriam alterações.

“Luchi” Agudo, que pautou o ritmo argentino e do jogo, mostrou que continua a ser provavelmente a melhor jogadora do Mundo

No final, Hélder Antunes estava satisfeito com a sua equipa, apontando a eficácia na finalização como factor desequilibrador. Maria Celeste Vieira, com algumas lágrimas nos olhos – “por uma conversa pessoal com o treinador” – e num discurso de humildade mas determinado, reconheceu o seu erro no cartão azul e a valia das adversárias, mas prometeu empenho para o (muito) que ainda falta jogar.

Esta segunda-feira, Portugal descansa, preparando um decisivo jogo com a Alemanha esta terça, no fecho da fase de grupos.

As germânicas somaram a sua segunda derrota, desta feita com a Itália, por 0-1, e a disputa com Portugal será pela fuga ao último lugar, “condenado” a jogar nos quartos-de-final com a Espanha, campeã da Europa e do Mundo.

Portugal procura frente à Alemanha fugir ao duelo com a Espanha, mas a alternativa – chilena – também se afigura complicada

As espanholas venceram esta segunda-feira o Chile por tangencial 3-2, numa prova também do valor da selecção sul-americana, que se bateu até final por outro desfecho. O Chile deverá ser o adversário do terceiro do grupo de Portugal.

Portugal vs Argentina

Campeonato do Mundo de Seniores Femininos

Fase de Grupos, Grupo B, 2ª jornada

Pavilhão Isáac Gálvez, Vilanova i la Geltrù, Catalunha

Árbitros: Miguel Diaz (ESP) e Claudio Ferraro (ITA)

Resultado final: 1-3 (1-2 ao intervalo)

Portugal

Cinco inicial: Maria Celeste Vieira (gr), Ana Catarina Ferreira, Marlene Sousa, Sofia Moncóvio, Inês Vieira (1)

Jogaram ainda: Cláudia Vicente (gr), Maria Sofia Silva, Tânia Freire e Catarina Pedro

Seleccionador: Hélder Antunes

Argentina

Cinco inicial: Anabella Flores (gr), Daiana Silva (1), Adriana Gutierrez, Luciana Agudo (1) e Lorena Rodriguez

Jogaram ainda: Adriana Soto, Valentina Fernandez (1), Julieta Fernandez e Pamela Burgoa

Seleccionador: Jorge Otiñano

Acção disciplinar

Azul a Maria Celeste Vieira.

Grupo A

• França 2-4 Chile

• Espanha 9-0 Suíça

• Suíça 1-2 França

• Chile 2-3 Espanha

Classificação: 1º Espanha (6 pontos), 2º Chile (3), 3º França (3), 4º Suíça (0)

Grupo B

• Itália 3-2 Portugal

• Argentina 5-2 Alemanha

• Alemanha 0-1 Itália

• Portugal 1-3 Argentina

Classificação: 1º Argentina (6 pontos), 2º Itália (6), 3º Portugal (0), 4º Alemanha (0)

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade