Notícia

Trio minhoto confirma apuramento para os 'oitavos'

Nov 17, 2019

Óquei de Barcelos, Braga e Juventude de Viana confirmaram os triunfos da primeira mão e carimbaram o apuramento para oitavos-de-final com novos triunfos tranquilos. Na próxima eliminatória, com jogos a 14 de Dezembro (todos em Portugal) e 18 de Janeiro, os adversários prometem mais dificuldades.

O Óquei de Barcelos venceu em Genève por 1-4 e encontra nos “oitavos” o Lleida, actual detentor do troféu e carrasco dos barcelenses na final de 2018, quando a prova ainda se chamava Taça CERS. Os catalães ficaram isentos da primeira eliminatória e, apesar de defenderem o título, estão muito longe de ser favoritos frente à equipa de Paulo Pereira, que procura repetir os sucessos de 2016 (às ordens de Paulo Freitas) e 2017 (já com Paulo Pereira no comando).

O Braga, depois de uma vitória por escandalosos 0-16 na primeira mão, venceu o Remscheid nas Goladas por 8-1 e defronta a outra equipa isenta nestes 16-avos-de-final. Os italianos do Valdagno contam nas suas fileiras com André Centeno – que já representou os bracarenses – e serão um teste sério às ambições europeias do grupo liderado por Rui Neto.

Quem também terá oportunidade de regressar às pistas portuguesas é Sérgio Silva, Reinaldo Ventura, Diogo Neves. E Emanuel Garcia, que inclusivamente visitará uma pista que conhece bem: o Pavilhão Municipal de Monserrate, em Viana do Castelo. A equipa mais portuguesa de Itália venceu na Suíça o Diessbach – também com fortíssima influência lusa, com Carlos Silva, Rui Ribeiro, Rui Faria e César Torres - por 2-4, com Emanuel a apontar dois dos golos, e defronta nos “oitavos” a Juventude de Viana.

Os vianenses protagonizaram a maior goleada da ronda europeia ao vencerem os suíços do Uttigen por 15-2, com Luís Viana a assinar um poker e Remi Herman e Gustavo Lima a registarem “hat-tricks”. De resto, apenas Gonçalo Neto ficaria em branco.

Nos outros jogos, destaque para o complicado apuramento do Voltregà, que só no prolongamento assegurou a passagem frente aos gauleses do Coutras. Foi o apuramento mais dramático entre os representantes espanhóis – todos catalães – que, juntando a isenção do Lleida, terão cinco equipas entre as 16 dos oitavos-de-final.

Também os representantes italianos lograram o pleno, com o apuramento de Follonica e Scandiano a juntar-se aos do Trissino e do isento Valdagno, sendo os intrusos entre as equipas dos históricos Portugal, Espanha e Itália, os austríacos do Dornbirn e do Wolfurt e os franceses do La Vendeenne e Lyon.

Taça WSE – 16-avos-de-final

• Geneve 1-4 Óquei de Barcelos (2-12)

• Diessbach 2-4 Trissino (3-7)

• Braga 8-1 Remscheid (24-1)

• Montreux 2-4 Follonica (5-9)

• Soham 0-1 Dornbirn (0-9)

• Voltregà 2-1 Coutras (4-4, 3-1 prol)

• Cronenberg 1-3 La Vendeenne (7-11)

• Igualada 6-2 Wimmis (16-3)

• Darmstadt 4-8 Scandiano (8-23)

• Girona 7-2 Dusseldorf (14-2)

• Ploufragan 5-4 Wolfurt (7-8)

• Nantes 0-4 Caldes (1-10)

• London 2-3 Lyon (3-10)

• Juventude de Viana 15-2 Uttigen (20-4)

Taça WSE – Oitavos-de-final

Primeira mão a 14 de Dezembro e segunda a 18 de Janeiro.

• Braga vs Valdagno

• Óquei de Barcelos vs Lleida

• Juventude de Viana vs Trissino

• Scandiano vs Igualada

• Voltregà vs Wolfurt

• Girona vs Follonica

• Lyon vs Dornbirn

• Caldes vs La Vendeenne

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade