Notícia

Promovidos por castigo

Jan 04, 2020

O Campeonato Nacional regressa este fim-de-semana depois de pausa natalícia para a penúltima jornada da primeira volta, e logo com o Dérbi dos Dérbis, entre Benfica e Sporting. O embate entre os velhos rivais tem o atractivo particular das duas equipas estarem a par na liderança – também com o Óquei de Barcelos – e joga-se este domingo, a partir das 15h.

A jornada poderá marcar também o regresso de João Sardo ao escalão maior, seguindo as pisadas de "promoção" do ex-colega Diogo Alves, num caso de contornos caricatos.

Os dois jogadores tinham chegado ao Sporting de Tomar em 2017, no âmbito de um projecto ambicioso. Na primeira temporada, os nabantinos terminaram num tranquilo oitavo lugar e chegaram (pelo segundo ano consecutivo, num momento alto da vida do clube) à Final Four da Taça de Portugal. No defeso de 2018, o técnico Nuno Domingues saiu e o Tomar protagonizaria uma temporada muito aquém das expectativas, acabando por ser relegado para a II Divisão.

Diogo Alves era pedra basilar em Tomar

Sem abdicar das suas ambições, a equipa templária manteve um grupo forte e está a confirmar o favoritismo na Zona Sul da II Divisão, mas, no início de Dezembro, anunciaria a saída de Diogo Alves e João Sardo, pedras importantes da equipa às ordens de Nuno Lopes, numa rescisão unilateral por “incumprimento do Regulamento Interno”.

Constando que as infracções e os avisos já tinham sido muitos, a decisão – corajosa do ponto de vista desportivo – acabaria por não surpreender quem acompanha de perto a vida do clube nabantino.

“Refúgio” na I Divisão

O inegável valor desportivo dos dois jogadores acabaria por não os deixar afastados muito tempo, encontrando espaço para o regresso à I Divisão. O guarda-redes Diogo Alves reforçou a Física, colmatando a saída extemporânea do francês Keven Correia, ao passo que João Sardo reforça o “poder de fogo” do plantel do Paço de Arcos.

Diogo Alves já jogou pela Física em Dezembro, não evitando duas derrotas caseiras.

Não faltará trabalho a Diogo Alves na Física, com a difícil missão de manutenção. O guarda-redes já alinhou nas partidas caseiras rente a Porto (0-6) e Os Tigres (3-4), mas não evitaria duas derrotas.

A equipa de André Gil é lanterna-vermelha com apenas um ponto somado em 11 jornadas, somando 51 golos sofridos, apenas superados pelos 53 de Riba d’Ave, que, curiosamente, está num confortável sexto lugar. E nesta pausa festiva, a Física perdeu Mathias Arnaez, um dos seus esteios defensivos, que rumou ao Marinhense.

André Gil perdeu o argentino Mathias Arnaez para o Marinhense nesta pausa natalícia

Diogo Alves completa 25 anos a 17 de Fevereiro e há muito que é apontado como um dos maiores talentos das balizas nacionais. Campeão do Mundo de Sub-20 em 2013 e vencedor da Taça Latina (Sub-23) em 2016, conquistou pelo meio um Europeu de Sub-20 em Valongo ao lado de André Gaspar e João Rodrigo Campelo, que agora reencontra em Torres Vedras. Com formação em Paço de Arcos, Sporting e Benfica, regressou ao histórico clube da Linha para cumprir os seus dois primeiros anos de sénior antes de rumar a Tomar.

Se Diogo Alves ruma à Física com a missão de evitar golos, João Sardo terá a incumbência de os marcar pelo Paço de Arcos.

Completando 24 anos dois dias antes do aniversário de Diogo Alves, João Sardo será mais uma opção num plantel de Luís Duarte que tem tido sempre de contar com os atletas da equipa “B”. O Paço de Arcos é a primeira equipa acima da linha de água, mas em igualdade pontual com Os Tigres, que estão na zona de descida. Com um jogo em atraso – a cumprir dia 8 em Braga – o Paço de Arcos apontou 29 golos, sendo que apenas Turquel e Os Tigres (28) e Física (25) marcaram menos.

João Sardo integrou o plantel principal do Benfica em 2016/17, mas acabaria por ter poucos minutos

Natural de Estremoz, João Sardo chegou muito cedo à formação do Benfica, subindo a sénior em 2016. Encontrou espaço no plantel principal das águias, ostentando as insígnias de campeão nacional e de vencedor da Liga Europeia, mas acabaria por somar poucos minutos. A saída em 2017 acabaria por ser natural, rumando a Tomar.

No arranque de 2020, o Paço de Arcos joga este sábado em Turquel, ao passo que a Física joga em Viana do Castelo.

I Divisão - 12ª jornada

Sábado, 4 de Janeiro

• Braga vs. Óquei de Barcelos • 18h • Joaquim Pinto e Pedro Silva

• Valongo vs. Sanjoanense • 18h30 • Paulo Rainha e Rui Torres

• Riba d'Ave vs. Oliveirense • 18h30 • António Santos e Paulo Almeida

• Turquel vs. Paço de Arcos • 21h • Teófilo Casimiro e Paulo Carvalho

• Juventude de Viana vs. Física • 21h30 • Pedro Figueiredo e Carlos Correia

Domingo, 5 de Janeiro

• Porto vs. Os Tigres • 15h • Silvia Coelho e Orlando Panza

• Benfica vs. Sporting • 15h • Miguel Guilherme e Ricardo Leão

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade