Notícia

Três pontos pelo Énio

Jan 21, 2020

A 13ª jornada, derradeira da primeira volta do Campeonato Nacional da I Divisão, arrancou no passado sábado, mas apenas com duas partidas em virtude da participação de sete equipas nas competições europeias.

Em Paço de Arcos, apenas três dias após o falecimento de Énio Abreu, a equipa do Paço de Arcos apostou numa boa exibição frente ao Riba d’Ave como homenagem, e a equipa minhota, que entregou uma coroa de flores antes do início da partida, levou até ao “Casablanca” a sua habitual raça e entrega.

Paço de Arcos (e também Riba d’Ave) jogaram com fumos negros, em homenagem a Énio Abreu

Pedro Batista inaugurou o marcador aos três minutos e Nelson Ribeiro ampliou a cinco do intervalo. Com os protestos do Riba d’Ave em relação à dualidade de critérios a acumularem-se, Tomás Pereira veria o azul e Hugo Azevedo pediu para se orçar a 10ª falta (somava o Paço de Arcos três…) a cinco segundos do intervalo. O reforço de Inverno, João Sardo, não aproveitou.

João Sardo assume-se como um verdadeiro reforço na equipa da Linha

Na etapa complementar, já com o treinador Hugo Azevedo no papel de avançado em pista, Diogo Seixas reduziu, mas a equipa de Luís Duarte, com um golo de belo efeito de João Sardo – a assumir-se como uma verdadeira mais-valia na equipa da Linha - e dois livres directos (15ª falta e azul a Hugo Azevedo) superiormente executados por Filipe Fernandes, chegaria a um dilatado 5-1 com sete minutos para jogar.

Partida do Riba d’Ave foi condicionada pela arbitragem, muito contestada pelos minhotos

A desvantagem era grande, mas o Riba d’Ave não baixou os braços. Pelo contrário. A equipa minhota pressionou muito, a pista inteira, obrigando os adversários a “fugir” e a despejarem bolas para a meia-pista contrária. Mas o melhor que o Riba d’Ave conseguiria seria reduzir por Dinis Abreu, a quatro minutos e meio do apito final.

Determinante, Filipe Fernandes marcou por três vezes de bola parada

Pouco depois, Nelson estancava a reacção contrária com o 6-2 e, já com a equipa visitante desorientada com sucessivas decisões contestadas (traduzidas nuns inusitados 8-20 em faltas e 0-5 em cartões azuis), Filipe Fernandes, selou um hat-trick de bola parada, fazendo o 7-2 final de grande penalidade.

Com os três pontos somados, o Paço de Arcos respira para já acima da linha de água, mas Juventude de Viana e Os Tigres – a três pontos – têm uma partida em atraso. O Riba d’Ave, a meio da tabela classificativa, soma 14 pontos, mais dois que Paço de Arcos.

Primeira vitória da Física

No outro jogo de sábado, a Física venceu em Torres Vedras o Valongo por 2-1. A equipa de André Gil logrou a sua primeira vitória na prova, mas, com um empate e 11 derrotas, não deixa de empunhar a indesejada lanterna-vermelha.

Capitão João Lima foi protagonista no primeiro triunfo da Física no Campeonato

A Física adiantou-se aos 10 minutos por João Lima. O capitão bisaria para dilatar a vantagem a seis minutos do final, na sequência da 10ª falta dos valonguense, sendo que – em tarde de desinspiração ofensiva e inspiração dos guarda-redes – o Valongo só conseguiria marcar na 10ª falta da Física. Nuno Araújo reduziu dois minutos após o segundo tento torreense, mas o tento seria insuficiente para evitar a derrota no fecho da primeira volta.

Jogos para agitar o topo da classificação

Entre os jogos grandes da jornada, destaque para o embate entre primeiro e segundo, com a deslocação do Benfica a Barcelos esta quarta-feira, com arbitragem de Rui Torres e Paulo Rainha, e para a recepção da Oliveirense ao Porto, esta quinta-feira, com arbitragem da dupla lisboeta Ricardo Leão e Miguel Guilherme, que apitaram – por exemplo – a equipa de Oliveira de Azeméis na Luz. Esse jogo, a 18 de Dezembro, terminaria com uma contestada expulsão de Jorge Silva, tendo depois sido aberto um processo de inquérito disciplinar para o qual ainda não há decisão.

I Divisão - 13ª jornada

Sábado, 18 de Janeiro

• Física 2-1 Valongo

• Paço de Arcos 7-2 Riba d'Ave

Quarta-feira, 22 de Janeiro

• Sporting vs. Turquel • 20h • Luís Peixoto e João Duarte

• Os Tigres vs. Juventude de Viana • 21h • Joaquim Pinto e Pedro Silva

• Sanjoanense vs. Braga • 21h • José Pinto e Porfírio Fernandes

• Óquei de Barcelos vs. Benfica • 21h30 • Rui Torres e Paulo Rainha

Quarta-feira, 23 de Janeiro

• Oliveirense vs. Porto • 19h30 • Ricardo Leão e Miguel Guilherme

Classificação

1º Benfica (31 pontos), 2º Óquei de Barcelos (29), 3ºs Sporting, Oliveirense e Porto (28), 6º Braga (16), 7ºs Turquel e Riba d’Ave* (14), 9ºs Sanjoanense e Valongo* (13), 11º Paço de Arcos* (12), 12ºs Juventude de Viana e Os Tigres (9) e 14º Física* (4)

* com mais um jogo

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade