Notícia

Lodi (e Reus) colocam campeão Sporting fora da segunda fase

Feb 17, 2020

Foi uma jornada de Liga Europeia - a penúltima da fase de grupos - como se preconiza, com jogos emotivos e resultados "apertados", com os favoritos a não conseguirem impor-se categoricamente a adversários com menos pergaminhos. A excepção seria o Barcelona, o único já apurado para os quartos-de-final, a vencer o Sarzana por 7-1. E o expoente máximo de um sábado competitivo seria o campeão europeu Sporting, que, derrotado em Lodi, fica sem hipóteses matemáticas de defender o título conquistado em Maio de 2019.

Segunda fase sem campeão para defender o título

Era quase fundamental ganhar e um empate até mantinha todas as hipóteses em aberto, mas tudo correu mal ao Sporting em Lodi. Sem Marin nem Ferran Font, a contas com problemas clínicos, o vigente campeão europeu acabaria por ser derrotado por um Lodi superiormente montado pelo português Nuno Resende e motivado por, sem mais contas, poder garantir a passagem à fase seguinte com uma vitória.

O internacional italiano Domenico Illuzzi inaugurou o marcador e Lucas Martinez ampliou para 2-0 antes do intervalo. Já na segunda parte, o atacante argentino marcou por mais duas vezes para um chocante 4-0, expondo um Sporting irreconhecível defensivamente e sem soluções no ataque.

Romero ainda reduziu, mas já nos cinco minutos finais e com a equipa verde-e-branca desnorteada. E Illuzzi, que abrira o marcador, fechou as contas no 5-1 final, um desfecho pesado para as equipas lusas em Itália como não havia memória desde o "debacle" do Benfica na Final Eight da Liga Europeia em 2012, com um 5-11 frente ao Valdagno de Nicolia... neste mesmo PalaCastelotti em Lodi.

O desaire, já se sabia de antemão, deixaria os leões irremediavelmente afastados da próxima fase da prova... se o Reus vencesse em Quevert. E a equipa de Jordi Garcia, apesar das dificuldades próprias desta ronda e daquela pista gaulesa, impôs-se por 1-3, sentenciando mesmo os leões a não seguirem para a segunda fase, num insucesso que entra na História.

A Liga Europeia tem uma primeira fase de quatro grupos desde 2007 e, nas 11 edições desde aí, nunca o campeão em título ficaria de fora da segunda fase na temporada seguinte. De resto, desde que o modelo actual - com quartos-de-final a duas mãos e Final Four - foi implementado em 2012, o campeão chegara sempre ao fim-de-semana decisivo a quatro na temporada seguinte, de defesa do título.

Uma vaga por preencher

As outras equipas portuguesas - Porto, Benfica e Oliveirense - venceram tangencialmente além-fronteiras e estão nos quartos-de-final.

O Porto venceu a jovem equipa do Monza por 2-3 e garantiu só por si a passagem à próxima fase de uma competição que venceu em 1986 e 1990, procurando desde aí um terceiro título que teima em escapar. Desde que a prova - ex-Taça dos Campeões Europeus - passou a ser Liga Europeia em 1996, o Porto chegou a nada menos que 10 finais, duas delas nas últimas duas edições, às ordens de Guillem Cabestany. Os dragões recebem na derradeira jornada da fase de grupos o Biasca e procurarão garantir o primeiro lugar do grupo e o "cruzamento" com o segundo do grupo C, o Benfica.

As águias venceram na Alemanha o Herringen por 3-4 e tiveram de esperar pelo desfecho do jogo entre Barcelona e Sarzana para ter a certeza de um apuramento matemático que só não se concretizaria se a equipa de Alessandro Bertolucci vencesse no Palau Blaugrana. Com o triunfo da equipa de João Rodrigues e Hélder Nunes, os dois apurados do grupo estão definidos, bem como a sua classificação final. O Barcelona passa em primeiro e o Benfica em segundo.

Porto, Benfica e Oliveirense estão nos "quartos" depois de vitórias tangenciais.

A Oliveirense estava nos quartos-de-final ainda antes de terminar o seu jogo em Saint-Omer, em virtude da vitória do Liceo - que também garantiu o apuramento - sobre o Forte por 2-1. Mas a equipa orientada por Renato Garrido não repousou à sombra desse apuramento... A perder por 4-1 ao intervalo em França, a Oliveirense empenhou-se para dar outra imagem e logrou virar o resultado no derradeiro momento do jogo para um 4-5 que a deixa a um empate do primeiro lugar do grupo D, que será discutido com o Liceo na derradeira ronda.

A Lodi, Reus, Porto, Barcelona, Benfica, Oliveirense e Liceo falta juntar Noia ou Monza para o elenco dos "quartos" ficar completo. Catalães e italianos defrontam-se na última jornada - a 14 de Março - em Sant Sadurni, bastando um empate (o desfecho que aconteceu na primeira volta) ao Noia para seguir em rente. Mas a última ronda encerra em si mais do que essa decisão, dado que apenas Barcelona e Benfica têm a sua classificação definida. Se as classificações actuais se confirmassem, os quartos-de-final, que se disputam a duas mãos a 28 de Março e 18 de Abril, seriam assim:

Liga Europeia - 5ª jornada

Grupo A

• Quevert 1-3 Reus

• Lodi 5-1 Sporting

Classificação: 1º Lodi* (12 pontos), 2º Reus* (10), 3º Sporting (7), 4º Quevert (0)

Grupo B

• Biasca 3-5 Noia

• Monza 2-3 Porto

Classificação: 1º Porto* (12 pontos), 2º Noia (10), 3º Monza (7), 4º Biasca (0)

Grupo C

• Herringen 3-4 Benfica

• Barcelona 7-1 Sarzana

Classificação: 1º Barcelona* (13 pontos), 2º Benfica* (10), 3º Sarzana (4), 4º Herringen (1)

Grupo D

• Saint-Omer 4-5 Oliveirense

• Liceo 2-1 Forte

Classificação: 1º Oliveirense* (12 pontos), 2º Liceo* (12), 3º Forte (4), 4º Saint-Omer (1)

*apurados para os quartos-de-final

Liga Europeia - 6ª jornada, 14 de Março

Grupo A

• Reus vs. Lodi

• Sporting vs. Quevert

Grupo B

• Noia vs. Monza

• Porto vs. Biasca

Grupo C

• Benfica vs. Sarzana

• Barcelona vs. Herringen

Grupo D

• Oliveirense vs. Liceo

• Forte vs. Saint-Omer

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade