Notícia

Arranque da Série A1 apontado a 10 de Outubro com 14 equipas

Jun 15, 2020

A Série A1, principal campeonato italiano, deverá arrancar a 10 de Outubro com 14 equipas e mantendo a decisão do título em playoff. A "reentré" deverá ser à porta fechada, mas tudo depende da evolução da pandemia da CoViD-19 que afectou, de sobremaneira, a Itália.

O plano era alargar a competição a 16 equipas, mas - salvo alterações de última hora (as inscrições terminam a 1 de Julho) - as exigências financeiras levarão Viareggio e Amatori Modena a jogarem a Série A2. O Viareggio abdicará da presença e "baixa" uma categoria, ao passo que o Amatori Modena terá de recusar o "convite" - um dos dois que a federação italiana entregou aos dois primeiros da "segunda divisão" - para a subida à categoria máxima.

A "descida" do Viareggio será colmatada com o regresso à Série A1 do Grosseto, depois de uma temporada extraordinária às ordens de Massimo Mariotti, que, curiosamente, irá na próxima temporada estar ao leme dos "bianconeri" de Viareggio.

O arranque da Série A1 está apontado a 10 de Outubro, com a participação de Lodi, Forte, Valdagno, Breganze, Trissino, Scandiano, Follonica, Sarzana, Correggio, Sandrigo, Bassano, Monza, Montebello e Grosseto, sendo que, no que ao modelo competitivo diz respeito, poderão haver algumas pequenas alterações.

Em cima da mesa está um "playoff" de decisão do título com os 10 - anteriormente eram os oito - mais bem classificados no final de uma primeira fase de um campeonato a duas voltas (26 jornadas), ao passo que os quatro últimos dessa fase regular disputariam um "playout", ao invés de entrarem de "férias" desde logo, para decidir duas despromoções.

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade