Notícia

As contas para a última jornada da Liguilha

Sep 17, 2020

Quando tudo parecia a um passo de estar decidido, Os Tigres e Famalicense fizeram uma “rasteira” a Marinhense e Tomar (e, indirectamente, a Paço de Arcos) e baralharam as contas de apuramento para a I Divisão.

Com uma jornada por realizar – este sábado, dia 19 – apenas o Parede tem o seu destino traçado, indo disputar a Zona Sul da II Divisão nesta temporada de 2020/21.

Para o resto, há contas por fazer e até pode ser necessário realizar um jogo extra, de desempate.

No que realmente conta, que é o apuramento, ignorando a ordem por que se apuram, há contas que são fáceis de fazer. O Paço de Arcos, que lidera, estará na I Divisão caso vença ou empate em Famalicão. A vitória serve também os interesses de Tomar, Marinhense, Os Tigres e Famalicense, sem ter de olhar para os resultados dos restantes.

O empate “serve” ao Famalicense, desde que o Marinhense vença o Tomar e Os Tigres não ganhem na Parede. A’Os Tigres, a divisão de pontos na Parede “serve” se o Tomar vencer na Marinha Grande e o Famalicense não vencer o Paço de Arcos.

A Marinhense, Tomar e Paço de Arcos até a derrota pode não ter sabor amargo. O Marinhense teria de esperar que Os Tigres percam e que o Famalicense não ganhe. O Tomar teria de esperar que Os Tigres não vencessem e o Famalicense perdesse.

O empate entre Marinhense e Tomar até pode valer o apuramento de ambos, desde que nem Os Tigres nem Famalicense vençam. Entre as duas equipas da região centro, o Marinhense ficaria fora da I Divisão em caso de vitória d’Os Tigres. Em caso de vitória do Famalicense sem que Os Tigres vençam, há que fazer contas aos golos de Paço de Arcos e Marinhense para saber quem acompanharia Famalicense e Tomar.

Possibilidade de mais um jogo

As contas aos golos, podem levar inclusivamente a um jogo extra - em campo neutro -, de desempate, para definir quem se apura ou quem ocupa as segunda e terceira posições na classificação final. Tal poderá acontecer se o Paço de Arcos perder e Marinhense e Tomar empatarem.

Neste cenário, se Os Tigres vencerem, sobra apenas uma vaga para além de Famalicense (que venceria o Paço de Arcos). E essa será para o Tomar se o Paço de Arcos perder por mais do que um golo ou para o Paço de Arcos se a equipa da Linha perder por apenas um e o Tomar empatar marcando quatro ou mais golos. Se o empate entre Tomar e Marinhense for a três – com derrota tangencial do Paço de Arcos – há igualdade total e necessidade de jogo de desempate.

Caso Os Tigres não vençam na Parede, sobram duas vagas na I Divisão, sendo que uma delas será para o Tomar, seja no segundo ou terceiro lugar (havendo possibilidade de necessidade de jogo com o Paço de Arcos para se definir quem fica em que lugar). Neste cenário, o Marinhense só reclamará a outra vaga se o Paço de Arcos perder por mais de cinco. Se a equipa da Linha perder por cinco, a vaga será decidida em jogo entre Paço de Arcos e Marinhense.

Recorde-se que o arranque da I Divisão está agendado para 26 de Setembro, sendo que o primeiro classificado desta Liguilha viaja até Valongo, o segundo recebe o Sporting e o terceiro recebe o Óquei de Barcelos.

I Divisão 2020/21 – Prova de Apuramento

5ª Jornada

• Marinhense vs. Tomar • 19.Set • 17h • José Pinto e Pedro Silva

• Famalicense vs. Paço de Arcos • 19.Set • 17h • Joaquim Pinto e Paulo Almeida

• Parede vs. Os Tigres • 19.Set • 17h • António Santos e Vítor Roxo

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade