Notícia

«Temos capacidade para dar mais do que demos»

Nov 10, 2020

O Braga perdeu este sábado em Tomar por 4-2, naquele que foi apenas o quinto jogo da temporada – contra 12 dos tomarenses – e o segundo após uma pausa competitiva forçada de 25 dias por casos positivos de SARS-CoV-2.

“É possível que estejamos a acusar tempo de paragem a mais dentro do campeonato”, referiu o treinador Hugo Azevedo, sem, no entanto, procurar desculpar-se com tal. “Sabíamos que estas contingências podiam acontecer, calhou-nos a fava”, observou apenas.

Sobre o jogo em Tomar, o técnico bracarense pede mais do que a equipa conseguiu na primeira metade. “Temos capacidade para dar mais do que demos”, analisou, apesar de ressalvar que a desvantagem de dois golos era pesada. “A nossa entrada não foi tão má quanto o resultado”, explicou, recordando que a equipa sofre um golo de grande penalidade e outro num autogolo infeliz.

Na segunda parte, Hugo Azevedo reconhece um problema na concretização de bolas paradas, que poderia ter equilibrado o encontro. Algo para melhorar num ciclo terrível que se avizinha.

“Quando achávamos que íamos crescer de forma cíclica e seguida, aconteceu-nos um imprevisto”, vincou, sublinhando que a equipa terá de crescer em competição e que “é importante somar pontos e somar vitórias”, para se trabalhar sobre triunfos.

Esta quarta-feira, o Braga recebe a Juventude de Viana. Seguem-se Sanjoanense (dia 15), Porto (19), Os Tigres (22), Sporting (25), Oliveirense (28), Benfica (1 de Dezembro) e Famalicense (5) completando 10 jogos num mês.

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade