Notícia

«É um pontinho saboroso numa grande jornada de Hóquei»

Nov 24, 2020

Na recepção ao Porto no passado sábado, o Tomar confirmou o estatuto de equipa surpresa da prova. Adiantou-se a dois minutos e meio do intervalo e, tirando meio minuto em que o marcador registou 2-2, esteve 24 minutos na frente do marcador. A reviravolta dos azuis-e-brancos foi um rude golpe, mas ainda houve forças – e esclarecimento – para chegar a um empate. “Saboroso”.

“Pelo jogo que foi, acho que merecemos pelo menos um ponto”, destacou Nuno Lopes. “Estivemos sempre à frente”, recordou, ainda que nem tudo corresse como desejava. “Não foi um jogo bem conseguido em termos de ataque, e trememos na segunda parte”, observou, ressalvando o mérito dos dragões.

Para Nuno Lopes, a vitória esteve perto. “O momento do jogo era o 4-2, no livre directo do Rúben [Sousa]”, apontou, deixando rasgados elogios à “enorme” defesa de Xavi Malián. De um possível 4-2 para um 3-4 foi um ápice, mas o Tomar não baixou os braços.

“Fomos premiados pela audácia”, referiu, destacando a maneira como atacaram em “4x4” para recuperarem a bola e puderem atacar “5x4” (sem guarda-redes) nos instantes finais. “É um pontinho saboroso numa grande jornada de Hóquei”, resumiu.

A forma como o Tomar procurou o empate destoa da “submissão” de outros tempos aos ditos “grandes”, em que uma derrota tangencial até não seria má. Sinónimo de campeonato competitivo. “Temos a melhor liga do mundo, porque temos equipas que trabalham de forma profissional”, frisou, destacando o empenho dos seus jogadores.

O Tomar ocupa o 6º lugar (com mais um ponto e mais um jogo que o Valongo) e tem a Taça 1947 em mira. “Estamos a dar passos para uma competição que esperamos que se vá realizar”, ressalvou Nuno Lopes, que temia que a prova caísse. “Se é para não haver, que digam já”, reclamou.

Entretanto, como que acalmando os receios do técnico nabantino, em reunião com os clubes da I Divisão esta segunda-feira, a Federação de Patinagem de Portugal terá reiterado a firme intenção de realizar a nova prova, que está apontada ao Luso, entre 9 e 13 de Dezembro.

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade