Notícia

Casa e História do lado do Porto no play-off

Mar 29, 2021

O Porto garantiu o primeiro lugar num play-off que ainda tem muitos lugares e cruzamentos por decidir na última jornada. A História e o "factor casa" dão favoritismo aos dragões. #PrimeiraDivisão

Com a vitória sobre Os Tigres, o Porto garantiu o primeiro lugar na fase regular e o "factor casa" nos play-off.

O tal "factor casa" significa, de forma simplista, que, se a equipa que o detém não perder em casa, vencerá a série. E o Porto não perde em casa para provas nacionais desde Dezembro de 2014.

Esta época, o Porto somou 12 vitórias e um empate, marcando 79 golos e sofrendo 28. Os dragões tiveram o pior registo ofensivo em casa desde que são orientados por Cabestany, marcando "tão poucos" como em 10 jogos na inacabada temporada passada, mas vêm em crescendo. Nas últimas cinco partidas na sua "fortaleza", o Porto apontou oito golos em quatro delas. E, nas últimas seis - com, por exemplo, Óquei de Barcelos, Sporting e Oliveirense no caminho - marcou mais do que nas primeiras sete.

Três play-offs, três títulos

Não é só o registo caseiro que ajuda a apontar o Porto como mais forte candidato ao título no papel. A História neste milénio - não muito recente, mas já com alguns dos intervenientes que irão jogo esta época - também ajuda.

O título português foi decidido neste milénio em play-off em apenas três temporadas, e o Porto terminou campeão nas três, selando os 6º, 7º e 8º títulos do "deca".

Chegando sempre ao play-off como vencedor da fase regular, o Porto bateria nas finais de 2006/07 e 2007/08 o Benfica e na de 2008/09 a Juventude de Viana, sem nunca sequer precisar de ir à "negra" (quinto jogo).

Nestas edições, o Sporting não entrava nas contas e Porto Benfica e Oliveirense estiveram sempre nas "meias", que eram então à melhor de três (esta temporada serão à melhor de cinco). O Óquei de Barcelos esteve na meia-final em 2006/07 e a Juventude de Viana "substituiu" o rival minhoto nas outras duas.

Cenário para o Play-off

A Juventude de Viana é uma das equipas que ainda procura um lugar no play-off. Nesta 25ª jornada, perdeu o oitavo lugar para a Sanjoanense, mas a derradeira jornada poderá ditar nova inversão. Actualmente com os mesmos 26 pontos, a Juventude de Viana desloca-se a Almeirim, à casa do lanterna-vermelha, ao passo que a equipa de São João da Madeira joga no João Rocha, onde o Sporting terá de vencer para aspirar (se pontuar em Valongo, em jogo em atraso, no próximo dia 2) ao segundo lugar...

O 1º lugar está entregue ao Porto, que defrontará Sanjoanense ou Juventude de Viana nos quartos-de-final.

Os 2º e 3º lugares serão para Óquei de Barcelos e Sporting. Quem ficar em segundo defronta o sétimo (Valongo) e quem ficar em terceiro terá pela frente o sexto (Tomar). Na derradeira jornada, o Óquei de Barcelos joga na Luz, ao passo que, como referido, o Sporting recebe a Sanjoanense. Os "galos" têm uma vantagem de quatro pontos sobre os leões, que pode ser esbatida pelo jogo em atraso da equipa de Paulo Freitas.

Os 4º e 5º lugares já são de Benfica e Oliveirense, que ser irão defrontar nos quartos-de-final. Falta apenas definir quem garante um eventual desempate em casa. As águias têm uma vantagem de quatro pontos, mas um cenário semelhante ao do Barcelos. O perseguidor, no caso, a Oliveirense, tem um jogo em atraso (recebe o Tomar no dia 3) e pode esbater diferenças em caso de pontuar.

Na derradeira ronda, ambas jogam em casa e frente a candidatos. O Benfica recebe precisamente o Óquei de Barcelos - que poderá ter de vencer para garantir o "seu" segundo lugar - e a Oliveirense recebe um Porto já de contas arrumadas e o lugar no trono ocupado.

Nos quartos-de-final, à melhor de três, o pior classificado da fase regular joga primeiro em casa. Os outros dois jogos serão em casa do melhor classificado. Quem vencer duas partidas, avança para as "meias".

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade