Notícia

Um Porto, em geral, melhor

Jun 01, 2021

As duas derrotas do Benfica na Luz são justificadas por Alejandro Dominguez com um Porto que, em geral foi melhor. Agora, há que fazer as coisas bem na "negra" para se aspirar ao apuramento. #Reacções #Video #PrimeiraDivisão

Foi um Porto, no geral, melhor que, segundo Alejandro Dominguez, conseguiria garantir dois triunfos na Luz.

Para o técnico das águias, o seu modelo defensivo não conseguiu anular o ataque adversário e o seu modelo ofensivo não causou o perigo suposto, com muitos remates a terminarem nas pernas dos adversários.

De positivo, fica a vontade e a entrega dos jogadores, a merecerem nota máxima do treinador, que assume a sua responsabilidade no rendimento da equipa.

As decisões estão adiadas para a "negra", numa pista que Alejandro descreve como "super difícil". Na expectativa de que não haja "duas sem três", reconhece que a dinâmica de vitórias dos azuis-e-brancos é agora muito positiva e será necessário fazer as coisas bem para haver hipóteses de apuramento.

Neste quarto jogo, a ausência do capitão Valter Neves, lesionado aos quatro minutos, condicionou a estratégia. Para Alejandro Dominguez, jogar com sete na rotação não será um problema para o Porto, mas o Benfica está habituado a rodar a oito e o condicionalismo de Valter - pilar no momento defensivo - notou-se de sobremaneira.

No ataque, o jogar sem guarda-redes não é muito treinado pelas águias e acaba por ser quase uma lotaria. O 3-5 neste jogo é uma bola dividida entre um jogador de cada equipa e ganhou o do Porto, lamenta Alejandro que sublinha não ter quaisquer reclamações sobre a arbitragem. Ainda que, mais tarde, Rui Lança, dirigente das águias, viesse reclamar igualdade nos critérios.

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade