Notícia

Nuno Resende certo no Benfica

Jun 24, 2021

Dado como alvo preferencial das águias, já haverá - segundo O Jogo - acordo entre Benfica e Nuno Resende depois de ter sido resolvida a cláusula com o Trissino. #NaImprensa #Mercado #PrimeiraDivisão #SerieA1

Desde que foi conhecida - mas ainda por oficializar - a saída de Alejandro Dominguez que o nome de Nuno Resende começou a ser badalado como o mais provável e a primeira opção das águias para suceder a Alejandro Dominguez.

Tendo o HóqueiPT apurado que o técnico de 45 anos (completa 46 a 17 de Julho) já teria estado em reuniões na Luz na semana passada (antes de consumada a rescisão com Dominguez), haveria a questão contratual com o Trissino para resolver. Algo que, segundo O Jogo aponta na sua edição desta quinta-feira, já estará ultrapassado, apontando mesmo o diário desportivo uma ligação de duas temporadas entre águias e o treinador. A oficialização estará apenas dependente da assinatura.

Nuno Resende iniciou a sua carreira de treinador na Oliveirense, então como jogador-treinador, conquistando a Taça de Portugal em 2012. Deixou o comando técnico da equipa de Oliveira de Azeméis em 2014 e, depois da participação no Campeonato do Mundo de Sub-20 em 2015 pela selecção angolana, rumou a Itália, onde trilhou um caminho de sucessos. 

Na sua primeira época, com o Matera, conduziu a equipa à Final  Four da Taça CERS de 2016, o que lhe valeria a chamada para o Lodi, um  dos emblemas mais estáveis do instável Hóquei em Patins transalpino. E  confirmou créditos. 

Em quatro temporadas, liderou o Lodi – que só tinha conquistado o  “scudetto” em 1981 – por duas vezes ao título (2017 e 2018) e na Liga Europeia garantiu o apuramento para os quartos-de-final em dois anos consecutivos. Deixou para trás o Reus em 2019, caindo frente ao futuro campeão europeu Sporting nos "quartos", mas "vingou-se" na temporada seguinte, afastando o mesmo Sporting - já coroado - na fase de grupos. Sendo que a pandemia levaria ao cancelamento antes da fase a eliminar...

Não resistiu à chamada de um Trissino com "fome" de títulos, mas uma equipa com muitas alterações teve um início irregular. Na recta final da fase regular, oito vitórias e um empate em nove jogos catapultaram a equipa para o terceiro lugar, mas o Trissino cairia frente ao Bassano em dois jogos no play-off. Na Coppa Italia, prova que escapou sempre a Nuno Resende, o Trissino cairia também nos "quartos", depois da má primeira volta ditar o cruzamento com o Forte.

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade