Notícia

Da Oliveirense para o Sporting (com e sem escala)

Aug 04, 2021

Em equipa que ganha não se mexe. Ou mexe-se pouco. Campeão nacional e europeu, o Sporting contará com o regresso de Henrique Magalhães e a inesperada incorporação de João Almeida, com uma "escala" em Braga. #Mercado #PrimeiraDivisão

Diz-se no desporto - e não só - que em equipa que ganha não se mexe. E o Sporting, depois de um defeso em 2020 em que mexera pouco (duas saídas e duas entradas) e depois de vencer Liga Europeia e Campeonato Nacional, preparava-se para mexer muito pouco...

Álvaro Morais terminava contrato e, com poucos minutos (tal como Gonçalo Nunes não foi chamado a nenhum dos quatro jogos da Liga Europeia), acordou cedo o regresso a um Óquei de Barcelos em que foi feliz. Seria um "corte" com pouco impacto num plantel de 12 jogadores, mas um campeão nacional e vencedor da Liga Europeia e campeão Europeu e do Mundo por Portugal "obrigaria" a outras movimentações.

O Benfica avançou cedo para tentar Henrique Magalhães, mas, perante os valores envolvidos, hesitou. O negócio - o mais badalado no fim-de-semana da primeira fase da Liga Europeia - não se concretizou, mas ficou clara a disponibilidade de Henrique regressar a Lisboa. E o Sporting não se fez rogado na hora de garantir o regresso de um dos seus heróis da história recente.

Aos 29 anos, Henrique Magalhães volta a vestir a camisola que defendeu entre 2017 e 2019, depois de ter estado um ano cedido ao Liceo, onde ganhou outra dimensão defensiva e uma propensão para atacar no momento certo que parecia adormecida.

O regresso de Henrique obrigava a olhar para o plantel. O Sporting tentou colocar Gonçalo Nunes e Telmo Pinto e acabaria por sair Telmo, regressando a um Porto que perdera Daniel Oliveira ("Poka") numa das novelas que animou este defeso.

O plantel voltava a ter os desejados 11 jogadores, num "mini-corte" a que a conjectura obriga.

No entanto, o defeso foi pródigo em surpresas e a 8 de Julho o Sporting anunciava a partida de Pedro Gil, por vontade do histórico jogador catalão.

Tal resolvia outra questão, a do limite de não seleccionáveis (com Gil seriam seis e um teria de ficar de fora em cada jogo), e o capitão, pese o seu peso na galvanização da equipa, vinha perdendo influência no desenrolar das partidas. No entanto, o plantel voltava a ficar "curto". Os leões falaram ao coração de João Almeida.

Depois de uma segunda metade de temporada em que praticamente não jogou na Oliveirense, João Almeida foi anunciado como reforço pelo Braga a 7 de Julho, curiosamente (ou não...) no dia antes de ter sido anunciada a saída de Pedro Gil que, assim abria uma vaga no clube de que João é confesso entusiasta.

João Almeida, de 26 anos, começou no Carvalhos, mas completou a sua formação no Porto. Conquistou o Campeonato da Europa de Sub-20 em 2014 e venceu a Taça Latina em 2016, mas a afirmação definitiva tem tardado. Duas boas temporadas no Valongo (2015 a 2017) e outras duas boas épocas no Óquei de Barcelos (2017 a 2019) catapultaram-no para uma Oliveirense onde acabaria por não ter espaço. Mas, de dispensado da Oliveirense, e 25 dias depois de ter sido anunciado no Braga, João Almeida foi oficializado na passada segunda-feira como reforço leonino.

Sporting 2021/22

Guarda-redes: Ângelo Girão e Zé Diogo

Jogadores de pista: Alessandro Verona, Ferran Font, Gonçalo Nunes, Gonzalo Romero, Henrique Magalhães (ex-Oliveirense), João Almeida (ex-Oliveirense), João Souto, Matias Platero e Toni Pérez

Treinador: Paulo Freitas

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade