Notícia

Elite das Pampas

Sep 13, 2021

Conti, Reinaldo Garcia, Rampulla, Giménez e Gonçalo Alves foram os escolhidos para o Cinco Ideal da Elite Cup. Gonçalo é a excepção portuguesa num cinco que, formado por jogadores de Óquei de Barcelos e Porto, conta com quatro argentinos. #EliteCup

Numa eleição promovida entre os órgãos de comunicação social e sites presentes, os mais votados para o Cinco Ideal recaíram nas duas equipas finalistas. E no talento argentino que marca indiscutivelmente o Hóquei em Patins em Portugal.

Do vencedor Óquei de Barcelos foi eleita a sua tríade argentina. Constatino Acevedo ("Conti") contraria a cada jogo o estigma que há sobre os guarda-redes sul-americanos e realizou uma soberba final, sendo que foi escolha mesmo sem a votação levar em conta a segunda parte - onde mais brilhou - da partida decisiva. Danilo Rampulla foi desequilibrador e Dario Giménez encantou com o seu peculiar toque de bola e o seu inesgotável e imaginativo reportório de livres directos.

No lado dos azuis-e-brancos, o capitão Reinaldo Garcia continua aos 38 anos uma máquina precisa, um pêndulo criterioso a defender e a atacar. Mas será, ainda assim, Gonçalo Alves a figura maior deste Porto. Na final, o internacional português cujo hóquei vem ganhando uma dimensão maior do que apenas golos, "esbarrou" na inspiração de Conti, mas tal não manchou mais uma grande prova, granjeando-lhe o estatuto de excepção entre argentinos.

O Cinco Ideal de 2021, com Conti, Reinaldo Garcia, Danilo Rampulla, Dario Giménez e Gonçalo Alves, sucede aos eleitos em 2019, na edição vencida pelo Porto em Portimão, quando a organização indicou Xavi Maliàn e Carlo Di Benedetto, do Porto, Telmo Pinto e Gonzalo Romero, do Sporting, e Rafa Lourenço, do Paço de Arcos. Destes, apenas Rafa Lourenço (agora na Sanjoanense), que foi o melhor marcador dessa edição, não marcou presença em Tomar dois anos volvidos.

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade