Notícia

Aperitivos para o Clássico

Oct 21, 2021

A 7ª jornada arrancou com jogos disputados, dois empates, vitórias de Oliveirense, Barcelos e Braga e com a Sanjoanense a 'teimar' em não pontuar. Esta quinta-feira há Clássico entre Porto e Benfica. #PrimeiraDivisão

Na expectativa do Clássico desta quinta-feira, entre Porto e Benfica, Oliveirense e Óquei de Barcelos venceram e pressionam Porto, ainda líder, e ainda mais Benfica, que não pode arriscar a ficar mais distante.

A Oliveirense venceu tangencialmente o Valongo por 3-2 e colocou-se a apenas um ponto do líder Porto, que só joga esta quinta-feira. A equipa de Paulo Pereira entrou melhor, e no primeiro minuto já vencia, com um tento de Marc Torra. Lucas Martinez ampliou aos oito, mas o Valongo mostraria novamente argumentos. Pouco depois, Miguel Vieira reduzia e, já na segunda parte, Rafa Bessa, de grande penalidade, repunha a igualdade.

Não faltariam oportunidades junto de uma e outra baliza, mas apenas Tomás Pereira, de castigo máximo, voltaria a fazer mexer o marcador, a seis minutos do apito final. Com menos de três minutos para jogar, um azul a Marc Torra valia um livre directo - desperdiçado por Facundo Navarro - e dois minutos de superioridade, mas o grupo às ordens de Edo Bosch não evitaria a derrota.

Também vitorioso, o Óquei de Barcelos subiu ao terceiro lugar, passando Tomar (empatou) e Sporting (só joga dia 26). Os barcelenses receberam e venceram o Parede por 7-3, no resultado mais folgado da noite.

Desta feita, a equipa de Pedro Caeiro Gonçalves não conseguiu assustar. A perder desde o terceiro minuto, não conseguiria melhor que reduzir para 3-1 ainda na primeira parte e para 4-2 no arranque da segunda. Com Alvarinho e Dario Giménez a assinarem hat-tricks, Rui Neto evitou os sustos que este Parede tem dado a todos os rivais.

Tomar e Juventude de Viana empataram a três. Depois de vencerem na Luz, os tomarenses adiantaram-se ainda não estavam cumpridos cinco minutos, mas permitiram a reviravolta a um conjunto vianense que vinha de três derrotas consecutivas. A meio da segunda parte, a equipa de Nuno Lopes protagonizava outra cambalhota, com Caio, de grande penalidade, e Filipe Almeida (bisou) a marcarem num ápice, mas a ineficácia nas bolas paradas - e a exibição de Bruno Guia - impediriam o amealhar de três pontos.

Caio não conseguiu ampliar de livre directo e, já depois de Gustavo Lima bisar para o 3-3, Tomás Moreira e Rúben Sousa desperdiçaram semelhantes oportunidades. A Juventude de Viana jogou os derradeiros quatro minutos com menos um, mas regressou a casa com um ponto.

Também com divisão de pontos terminou o embate entre recém-regressados à I Divisão na Marinha Grande.

Aos 15 minutos, o Marinhense vencia por 2-0, mas o Paço de Arcos conseguiu virar o resultado na segunda parte, passando para a frente do marcador a nove minutos do fim, quando João Sardo marcou o seu segundo golo da noite. A seis minutos do fim, e no espaço de meio minuto, Luís Silva e Gonçalo Domingues (também bisou) deram a volta, mas a última palavra voltaria a ser de Bruno Frade, autor de quatro golos no triunfo do fim-de-semana sobre o Turquel. O jovem formado na histórica equipa da Linha não desperdiçou um livre directo a três minutos do derradeiro apito, ditando o 4-4 final.

Em São João da Madeira é que não há maneira de se conquistar pontos. A equipa de Vítor Pereira somou a sétima derrota na recepção ao Braga que, com Trabulo a marcar a nove minutos do intervalo e a nove minutos do fim, venceu por 0-2.

À Sanjoanense não faltaram oportunidades, incluindo três bolas paradas e os derradeiros três minutos em superioridade numérica, mas não houve forma de quebrar a malapata.

Clássico de estados de espíritos antagónicos

Esta 7ª jornada só ficará completa no dia 26, quando o Sporting se deslocar a Turquel, e para esta quinta-feira está reservado o "prato principal", com um grande Clássico entre Porto e Benfica no Dragão Arena.

O Benfica chega ao jogo com os dragões em 7º e com o pior arranque desde 2008, somando três vitórias e outras tantas três derrotas, e no desaire caseiro com o Tomar houve pedidos de demissão... Já o Porto é líder, com seis vitórias nos seis jogos que disputou, com o melhor ataque (44 golos marcados) da prova.

O jogo será arbitrado por Sílvia Coelho e Pedro Figueiredo que, como dupla, apitaram o empate entre Oliveirense e Sporting. Silvia apitou o Benfica na vitória com a Juventude de Viana, ao passo que Pedro apitou o Porto no triunfo em Turquel

7ª jornada

• Marinhense 4-4 Paço de Arcos

Óquei de Barcelos 7-3 Parede

• Tomar 3-3 Juventude de Viana

Oliveirense 3-2 Valongo

• Sanjoanense 0-2 Braga

• Porto vs. Benfica • 21.Out • 20h • Silvia Coelho e Pedro Figueiredo

• Turquel vs. Sporting • 26.Out • 21h

Classificação

1º Porto* (18 pontos), 2º Oliveirense (17), 3º Óquei de Barcelos (15), 4º Tomar (14), 5º Sporting* (13), 6º Valongo (12), 7º Benfica* (9), 8º Braga (9), 9º Juventude de Viana (7), 10º Parede (6), 11º Marinhense (6), 12º Paço de Arcos (5), 13º Turquel* (4), 14º Sanjoanense (0)

* com menos um jogo

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade