Notícia

«Boas lembranças da ilusão e da paixão com que se joga»

Nov 08, 2021

Foram várias as caras conhecidas que passaram pela Eurockey Cup, como Pol Manrubia, da equipa principal do Benfica, que participou em duas edições de Sub-17. #Video #EurockeyCup

A Eurockey Cup, mesmo no escalão de Sub-15, tem um nível competitivo invejável e é um deleite para os apaixonados da modalidade. Não se estranhará assim a presença de figuras que, nos seus "tempos livres", asseguram algumas horas para espreitarem os craques do amanhã. Como Quim Pauls, ex-seleccionador espanhol, Sergi Fernandez, guarda-redes do Barcelona, ou Pol Manrubia.

Pol Manrubia tem apenas 21 anos e, não há muito tempo, disputava ele próprio a Eurockey Cup de Sub-17. Pelo Barcelona, esteve nas competições de Sub-17 em 2014, terminando em 3º numa edição ganha pelo Braga, e foi finalista vencido em 2015, perdendo numa épica partida decisiva com o Manlleu por 3-2, com o derradeiro tento, em cima do apito final, a deixar o jovem Pol em lágrimas.

Pese as lágrimas e os dois desfechos sem título, Pol guarda boas recordações das suas participações na Eurockey Cup, sublinhando - já em "bom" português - as "muitas boas lembranças da ilusão e da paixão com que se joga" e a "importância de conviver com outras realidades".

Mesmo que os protagonistas de agora sejam ainda muito jovens (Sub-15), o reforço encarnado já destacava nas meias-finais a qualidade da equipa do Benfica (que viria a conquistar a prova) e vinca a certeza que há largo futuro na modalidade para muitos dos promissores atletas que se apresentaram em Blanes e Lloret.

Volvidos uns anos sobre as participações na Eurockey Cup, e depois de ter representado Vic e Voltregà já na OK Liga apesar da sua tenra idade, Manrubia "explodiu" na primeira fase da pretérita edição da Liga Europeia ao serviço do Noia e despertou a cobiça dos eternos rivais de Lisboa. Decidiu-se pelo Benfica, tendo pesado na escolha o nome de Alejandro Dominguez.

Mas, entretanto, Dominguez "partiu" e, para além de Nuno Resende, chegou o consagrado Pablo Alvarez a "roubar" espaço na limitação de estrangeiros em vigor para esta temporada. E, aos 21 anos, Pol ainda procura a sua afirmação definitiva.

Alternando por regra com Sergi Aragonès como o "não seleccionável" que fica na bancada (só em Oliveira de Azeméis jogaram Pol e Sergi, ficando Edu Lamas de fora), Pol esteve em cinco das oito partidas realizadas pelas águias para o Campeonato Nacional da I Divisão, mas sempre com poucos minutos de jogo.

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade