Video

Filtro por Tag

«Há castigos que não podem ser adiados»

«Há castigos que não podem ser adiados»

No seguimento dos acontecimentos do final da quarta partida das meias-finais entre Oliveirense e Benfica, a equipa de Oliveira de Azeméis emitiu um comunicado a pedir a 'punição imediata' de Pedro Henriques.

«Será uma nova história e espero que seja bem contada»

«Será uma nova história e espero que seja bem contada»

Tato Ferruccio despediu-se das pistas nacionais. Sem confirmar a partida para o Liceo seis anos depois de chegar a Portugal, o talentoso jogador 'despiu-se' de hipocrisias e assume ser um jogador difícil. Mas por jogar com raça e coração.

As finais de Nuno Resende

As finais de Nuno Resende

Na aguerrida realidade portuguesa, é o Benfica que tem mais presenças em finais nas três épocas de Nuno Resende. A Taça de Portugal seria a quarta consecutiva, não a quinta, mas tal não minoriza o registo. Ao contrário da Champions.

«Podemos estar contentes com as exibições»

«Podemos estar contentes com as exibições»

Condicionado por várias lesões (mesmo lesões), Guillem Cabestany aproveitou a Taça das Nações para observar possíveis soluções para 'La Roja' nas próximas competições. O 5º lugar não agrada, mas as exibições conseguidas sim.

«Trabalhamos muito para não ter estes momentos»

«Trabalhamos muito para não ter estes momentos»

O Benfica despediu-se da Champions League com uma pesada derrota. Para Nuno Resende, foram cometidos demasiados erros nas transições defensivas e faltou eficácia no ataque, a que não será alheia a ausência de Nicolia, por alegada lesão.

«Perfeito era se fosse 5-0»

«Perfeito era se fosse 5-0»

A irradiar confiança depois de um triunfo convincente na Luz, Rui Neto exigiu concentração a tempo inteiro. Chegando à Final Four, que deseja que seja um grande espectáculo, não se dá por satisfeito. 'Vamos com objectivos', alerta.

«Estamos num processo gradual de renovação»

«Estamos num processo gradual de renovação»

Angola apresentou-se em Montreux com algumas caras novas, havendo sinais de renovação na selecção africana que disputará o Mundial. André Centeno, capitão e incansável, liderou uma selecção que causou problemas aos 'históricos'.

«Um orgulho muito grande»

«Um orgulho muito grande»

Lucas Ordoñez estreou-se com a braçadeira da selecção da Argentina e logo com uma conquista. Satisfeito com o trajecto da equipa, de menos a mais na preparação do Mundial, era um dos cinco capitães do Campeonato Placard em Montreux.

«O 3º lugar é honroso, mas procuramos o 1º»

«O 3º lugar é honroso, mas procuramos o 1º»

No rescaldo da estreia à frente da selecção francesa, Nuno Lopes mostrou-se satisfeito com o empenho dos seus jogadores, mas aponta a mais, a um 'sonho possível'. O capitão Carlo Di Benedetto acompanha o técnico na sua ambição.

A Academia de Diego Mir

A Academia de Diego Mir

Sinónimo de método e trabalho, Diego Mir dirige um dos mais intensivos campus de Hóquei em Patins na Catalunha. O técnico, actualmente no Cerdanyola, foi forte hipótese para o Barcelona na próxima época, mas o acordo não se concretizou.

França com pleno de prémios individuais

França com pleno de prémios individuais

Na caminhada argentina para a vitória em Montreux, ninguém causou tantos problemas como a França. Os gauleses, afastados da final, ficaram com os quatro prémios individuais, ganhos por Chambel, Rouzé e Roberto Di Benedetto.

«Tenho uma nova oportunidade de me despedir da melhor maneira»

«Tenho uma nova oportunidade de me despedir da melhor maneira»

Depois de ter abdicado da presença no Mundial de 2022, Reinaldo Garcia foi surpreendido com a chamada de 'Negro' Paez para regressar e não quer perder a oportunidade de se despedir como afirma merecer.

«O árbitro veio ao balneário pedir desculpa»

«O árbitro veio ao balneário pedir desculpa»

Na resistência à ausência do seu capitão e frente à campeã do Mundo, o jogo ficou marcado por um lance a menos de seis minutos do final. O árbitro Pedro Figueiredo reconheceria razão à França, num gesto elogiado por Nuno Lopes.

«Sinal que o trabalho tem corrido bem esta época»

«Sinal que o trabalho tem corrido bem esta época»

O seleccionador não se esquecera de elogiar Xano Edo na boa exibição de Girão na véspera, e apostou no jovem guarda-redes da Oliveirense na meia-final da prestigiada Taça das Nações. 'Um orgulho', repete Xano.

«Tinhamos como objectivo estar presentes na final»

«Tinhamos como objectivo estar presentes na final»

Não foi nos 50 minutos, não foi nos 60, foi nas grandes penalidades. O objectivo de estar presente na final foi cumprido, perante uma Itália de 'grande riqueza táctica', segundo Paulo Freitas.

«Muito contente com o trabalho destes rapazes»

«Muito contente com o trabalho destes rapazes»

Na antecâmara de um Mundial muito importante para Itália, Alessandro Bertolucci vai testando soluções em Montreux. Com uma geração valorosa, a ausência de algumas figuras maiores serve para trabalhar e estudar alternativas.

«Conseguimos cumprir com o que queríamos»

«Conseguimos cumprir com o que queríamos»

No primeiro grande teste como campeã do Mundo, a Argentina venceu a Itália por 3-1. Gonzalo Romero ficou em branco, mas foi mais uma vez determinante num triunfo em que exultou a defesa compacta e as transições rápidas.

«Ganhar, ganhar, ganhar»

«Ganhar, ganhar, ganhar»

Em estreia na selecção absoluta de Portugal, Xavi Cardoso tem somado muitos minutos e é peça importante no xadrez de Paulo Freitas, tendo contribuído (também) com o derradeiro golo frente à Espanha. O mote é de trabalho e vitórias.

«Equipa soube reagir, soube ter maturidade, soube ter qualidade»

«Equipa soube reagir, soube ter maturidade, soube ter qualidade»

A fase de grupos da Taça das Nações terminou com festa portuguesa. A ter de ganhar e em desvantagem desde cedo frente à Espanha, Paulo Freitas enalteceu a capacidade de reação da selecção como um todo e dos jogadores.

Trabalhar para ter um prémio como consequência

Trabalhar para ter um prémio como consequência

O Benfica deu mais um passo na Taça de Portugal ao vencer o Juventude Pacense com um 'killer' sem misericórdia. A 'prova rainha' é a única das cinco nacionais que os encarnados não têm em seu poder.