Notícia

Séries de Benfica e Óquei de Barcelos à prova

Feb 26, 2022

Os 10 jogos do Benfica sem perder e as nove vitórias em casa do Óquei de Barcelos têm este fim-de-semana sérios testes. As águias jogam em Tomar e os barcelenses recebem o Sporting. #PrimeiraDivisão #Arbitragem

É uma 19ª jornada que, salvo imprevistos de última hora, ficará fechada este fim-de-semana. E tem desafios curiosos para Benfica e Óquei de Barcelos.

Depois de um arranque de campeonato pouco menos do que escabroso, o Benfica logrou uma vitória sobre o Óquei de Barcelos ainda antes da pausa para o Europeu e, desde aí, apenas um empate (em São João da Madeira) "mancha" uma sequência sem derrotas, a melhor do campeonato.

A equipa de Nuno Resende soma 10 jogos sem perder, igualando o arranque de temporada da Oliveirense, mas a equipa de Paulo Pereira somou nesse período dois empates, ao passo que, agora, o Benfica tem apenas um.

Este sábado, as águias jogam em Tomar, perante um adversário que se tem revelado complicado. Nos últimos quatro confrontos oficiais entre as duas equipas, houve um empate (numa temporada em que os tomarenses até foram despromovidos), uma vitória do Benfica (no regresso dos tomarenses ao escalão maior) e, nas duas últimas partidas, duas vitórias do Tomar. A equipa de Nuno Lopes venceu na segunda volta, na pretérita temporada, em Tomar, por 5-2, e, já esta temporada, na Luz, por 3-5.

De resto, na "Cidade Templária", a tarefa não tem sido fácil para ninguém. Com a melhor defesa do campeonato à condição (tem menos dois golos sofridos que o Porto, mas um jogo a menos), o Tomar ainda só foi desfeiteado uma vez - pelo Sporting - em oito partidas.

A partida merece o critério de uma dupla de árbitros, com cada um geograficamente próximo de cada uma das equipas, adoptado recentemente nos "jogos grandes". Foram escolhidos Paulo Carvalho (Leiria) e Ricardo Leão (Lisboa), juntos pela primeira vez esta temporada, mas que têm sido talismãs para as águias. Paulo apitou dois jogos do Benfica e Ricardo cinco e, nestes, o Benfica venceu sempre.

No Minho, minhotos

Já para o jogo grande da ronda, entre Óquei de Barcelos e Sporting, 2º e 3º classificados, foram chamados dois árbitros minhotos. Pedro Figueiredo e Carlos Correia apitarão pela terceira vez em dupla, mas, curiosamente, só estiveram numa partida dos barcelenses. Melhor, apenas Pedro esteve, no dérbi com a Juventude de Viana. Já em partidas dos leões, Pedro esteve numa (empate em Oliveira de Azeméis) e Carlos em duas (derrota no dragão e vitória frente à Oliveirense).

Nesta partida, o Óquei de Barcelos tem à prova o seu registo 100% vitorioso nesta edição do Campeonato Nacional da I Divisão, com nove vitórias em outros tantos jogos, marca que apenas o Porto acompanha. E, para manter o registo, Rui Neto tem de lograr uma vitória sobre o Sporting que não se consegue em Barcelos desde Novembro de 2016. Era Paulo Freitas o treinador barcelense...

O Sporting procura regressar ao 2º lugar, perdido para o Óquei de Barcelos na jornada anterior depois da terceira derrota na temporada. Em 19 jogos, são já tantos desaires como os somados em toda a fase regular e play-off (35 jogos) na última edição da prova, que terminou com os leões campeões nacionais.

Outras "lutas"

Nesta 19ª jornada, em termos de nomeações, destaque para a chamada de Rui Torres a um jogo do Porto. Será o quarto que o reconhecido árbitro minhoto apita dos dragões, o primeiro depois da muito criticada arbitragem (ainda que tenha sido Silvia Coelho a mais visada) na partida dos dragões em Barcelos. Será o 17º jogo que apita para o Campeonato Nacional esta temporada, liderando em número de nomeações a par de Manuel Oliveira e Ricardo Leão.

O líder Porto recebe o Parede para um jogo que, com os dragões como anfitriões e para o campeonato, não acontece desde 1992. Ou seja, há três décadas que os rubro-negros não jogam para o campeonato na pista do Porto e, na altura, foi pesado... nos dois jogos realizados esse ano, então no Américo de Sá, o Porto venceu por 15-5 (Janeiro) e 16-4 (Dezembro).

Tal dirá, no entanto, pouco ao actual plantel da equipa da Linha. O treinador Pedro Gonçalves nascera no ano antes, em Setembro, e apenas num exercício de inusitada precocidade poderia ter "visto" alguma dessas partidas. Já os jogadores paredenses, nasceram todos após 1992.

Na luta pelos pontos, destaque para o embate entre Braga e Valongo pela afirmação num lugar de play-off. Em São João da Madeira, com a manutenção em causa, a Sanjoanense recebe o Marinhense, podendo a equipa de Vítor Pereira, em caso de vitória, subir pela primeira vez esta época acima da linha de água. Também nos lugares de descida, o Turquel recebe o Paço de Arcos e a Juventude de Viana joga em Oliveira de Azeméis.

19ª jornada

• Braga vs. Valongo • 26.Fev • 17h • Manuel Oliveira e Porfírio Fernandes

• Sanjoanense vs. Marinhense • 26.Fev • 18h • Pedro Silva e Silvia Coelho

• Porto vs. Parede • 26.Fev • 18h • Rui Torres e Fernando Vasconcelos

• Tomar vs. Benfica • 26.Fev • 18h • Paulo Carvalho e Ricardo Leão

• Oliveirense vs. Juventude de Viana • 26.Fev • 18h • Joaquim Pinto e Pedro Miguel Sousa

• Turquel vs. Paço de Arcos • 26.Fev • 21h • Miguel Guilherme e Teófilo Casimiro

• Óquei de Barcelos vs. Sporting • 27.Fev • 15h • Pedro Figueiredo e Carlos Correia

Classificação

1º Porto (46 pontos), 2º Óquei de Barcelos (42), 3º Sporting (41), 4º Oliveirense (38), 5º Benfica* (37), 6º Valongo (30), 7º Tomar* (30), 8º Braga* (23), 9º Paço de Arcos (20), 10º Parede (13), 11º Marinhense* (11), 12º Juventude de Viana (11), 13º Sanjoanense* (10), 14º Turquel** (7),

*menos um jogo, **menos dois jogos

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade