Notícia

Luta a três pela III: Valença

Apr 27, 2014

O apuramento do campeão da III Divisão arrancou este sábado mas o Valença só tem o seu primeiro jogo a 4 de Maio, recebendo o Nafarros.

Com um conjunto recheado de bons valores, o Valença garantiu a vitória na Zona Norte com um empate – surpreendente, frente ao Boavista – e apenas duas derrotas, com o Ancorense e o Vila Boa do Bispo, ambas fora de casa e já com o título assegurado. A equipa orientada por Paulo Morais venceu todos os oito jogos que disputou perante o seu público e terminou a primeira fase da III Divisão com 101 golos marcados e apenas 35 sofridos. Com 40 anos feitos, Tomba apontou 43 golos e foi o segundo melhor marcador de toda a III Divisão. O plantel do Valença, conta por exemplo, para além de Tomba, com o guarda-redes Paulo Matos, Hélder Martins, Diogo Sá (que chegou a meio da época) e Miguel Fernandes, todos com experiência de I Divisão.

Miguel Fernandes (“Micha” nos meandros do hóquei) é, para além de um dos esteios da equipa, um dos esteios do clube. Eleito presidente em Agosto último, é a cara do novo projecto e a voz da ambição valenciana. “Temos uma equipa ambiciosa e não faz parte da nossa forma de estar na modalidade não jogar para ganhar”, afirma. “Sem dúvida que poder lutar pelo título é para nós um grande desafio, principalmente se tivermos em conta que estamos no primeiro ano do nosso projecto”, sublinha.

Cumprido o primeiro objectivo da época - a promoção – o Valença é apontado como favorito, principalmente depois de obrigar o Porto a ir a prolongamento nos oitavos-de-final da Taça de Portugal.

“Sem dúvida que esta fase é para desfrutar mas também para ganhar! Por isso, e mesmo sabendo que estaremos perante dois adversários com muita qualidade, iremos a jogo para vencer”, deseja.

Micha não se coíbe de elogiar os seus adversários. “Apesar de não termos ainda um conhecimento muito profundo quer do Nafarros quer do Benfica ‘B’, sabemos que estaremos perante duas equipas muito fortes, que tiveram caminhadas excelentes nas suas zonas e que ganharam, tal como nós, com boas vantagens para os segundos classificados”, analisa. “São dirigidas por dois grandes treinadores”, frisa. “Quer o Pedro, quer o Jorge têm equipas que jogam muito bom hóquei”, observa.

Esta fase de apuramento de campeão reveste-se de uma curiosidade para Miguel Fernandes. Agora no Valença, já vestiu a camisola quer do Benfica, quer do Nafarros. “Não posso negar que fiquei muito feliz por poder encontrar dois clubes nos quais fui tão feliz e tão bem tratado”, revela. “Ambos fizeram parte da minha carreira e sem dúvida que me marcaram, pelo que tenho a certeza que o regresso será muito bom. É como um regresso a duas casas que também foram minhas”, conta-nos. “Contudo, desta vez terei de deixar o sentimento que nutro pelos dois de lado... Porque só quero ganhar”, conclui ambicioso.

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade