Notícia

Que comecem os jogos (os que realmente contam para o título)

May 18, 2022

Apenas três dias volvidos sobre as emoções europeias, começam as emoções a sério do campeonato nacional com o play-off de decisão de campeão. Esta quarta-feira joga-se o primeiro jogo dos quartos-de-final, à melhor de três. #PrimeiraDivisão

Foi uma fase regular de oito meses mais decisiva (e definitiva) na luta pela manutenção do que pelo título. Oito equipas partem esta quarta-feira em igualdade para discutir o título de campeão nacional no play-off e, agora sim, todos os jogos contam.

O Porto terminou as 26 jornadas como melhor ataque, com 151 golos marcados (mais 12 que o Sporting), e a melhor defesa a par do Benfica, com 68 golos sofridos. De facto, olhando para a tabela classificativa, a Oliveirense conta apenas 67 golos sofridos, mas tal não considera os seis sofridos na recepção ao Barcelos num jogo que foi decretado, em secretaria, um triunfo oliveirense por 10-0. A equipa de Oliveira de Azeméis beneficiou ainda de outra "goleada" administrativa, sobre o Marinhense, mas já em pista - em jogo jogado - não sofrera golos.

Quartos-de-final decidem-se à melhor de três. Ou seja, quem vencer duas partidas segue para as meias-finais.

A vitória na fase regular valerá a vantagem de jogar em casa os primeiros jogos de cada eliminatória e eventuais "negras", num factor que, com o regresso do público, pesará certamente mais do que no ano passado, quando o Sporting conquistou o título em pleno Dragão Arena.

Esta quarta-feira, os dragões recebem um Tomar, ferido por uma eliminação europeia nas meias-finais no passado sábado, sendo a capacidade de recuperação anímica dos tomarenses uma incógnita. Tal como a do Valongo, que caiu no domingo na final e que esta quarta-feira se apresenta na Luz como vice-campeão europeu.

Com mais tempo de descanso, longos 12 dias sobre a derradeira jornada da fase regular, o Sporting recebe o Braga e, naquele que será talvez o duelo mais aguardado, o Óquei de Barcelos regressa ao Dr. Salvador Machado, em Oliveira de Azeméis.

A derrota administrativa - ainda pendente de análise pelo Tribunal Arbitral do Desporto - custou aos barcelenses dois lugares na tabela classificativa e, ironia do destino, coloca-os em confronto com o contra-interessado e sem "factor casa". De resto, no segundo jogo (sábado), o Óquei de Barcelos até terá de cumprir um segundo jogo de interdição, não podendo receber a Oliveirense no seu Municipal.

Quartos-de-final - Jogo 1

• Porto vs. Tomar • 18.Mai • 20h30 • Joaquim Pinto e Porfírio Fernandes

• Sporting vs. Braga • 18.Mai • 20h • João Duarte e Teófilo Casimiro

• Benfica vs. Valongo • 18.Mai • 21h • José Martins e Miguel Guilherme

• Oliveirense vs. Óquei de Barcelos • 18.Mai • 20h • Rui Torres e Manuel Oliveira

Quadro do Play-off

Quartos-de-final

À melhor de três, a 18, 21 e 25 de Maio

• QF1 • Porto vs. Tomar

• QF2 • Sporting vs. Braga

• QF3 • Benfica vs. Valongo

• QF4 • Oliveirense vs. Óquei de Barcelos

Meias-finais

À melhor de cinco, a 29 de Maio, 4, 7, 10 e 12 de Junho

• MF1 • Vencedor QF1 vs. Vencedor QF4

• MF2 • Vencedor QF2 vs. Vencedor QF3

Final

À melhor de cinco, a 16, 19, 22, 25 e 29 de Junho

Vencedor MF1 vs. Vencedor MF2

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade