Notícia

Trancas à porta

Jun 19, 2022

Com uma imaculada exibição de Pedro Henriques, o Benfica venceu o Porto na Luz por 3-0 e igualou a final do campeonato. Os argentinos Lucas Ordoñez e Carlos Nicolia marcaram para as águias. #PrimeiraDivisão

Fora uma exibição (muito) cinzenta no Dragão Arena e o Benfica tinha de mostrar outros argumentos para poder ombrear com o Porto nesta final. E, depois de uma derrota por 5-0, a equipa de Nuno Resende venceu por 3-0.

Estava anunciada lotação esgotada, mas foi com muitas clareiras que o Benfica recebeu o Porto para o segundo jogo da final do Campeonato Nacional. A ter de fazer valer o "factor casa", o Benfica mostrou uma face bem diferente daquela que exibira no primeiro jogo no Dragão Arena. Ainda que, mais ofensivo, fosse dando algum espaço nas costas, com um Porto perdulário.

Com o passar dos minutos, as oportunidades multiplicavam-se junto de ambas as balizas e, aos 13 minutos, Carlos Nicolia "inventava" o tento inaugural. Pol Manrubia rematou de meia distância e, recolhendo a bola atrás da baliza adversária, o argentino usou o guardião contrário como tabela para o primeiro do jogo.

O Porto ia somando oportunidades perdidas perante Pedro Henriques e a seis minutos e meio do intervalo perdia também por alguns minutos Ezequiel Mena, a sangrar depois de um choque com Diogo Rafael. O argentino do Porto regressaria, no entanto, a tempo de sofrer a 10ª falta das águias para segundos finais de emoção.

A 23 segundos do descanso, Gonçalo Alves teve no stick a hipótese de igualar, de livre directo, mas Pedro Henriques ganhou o duelo. No seguimento do lance, sete segundos volvidos, Reinaldo Garcia fazia a 10ª falta azul-e-branca. Lucas Ordoñez também não fez melhor que Gonçalo, mas, acto contínuo, era assinalada grande penalidade depois do goleador-mor dos dragões jogar a bola no chão.

A 10 segundos do intervalo, Nicolia também não conseguiu marcar de bola parada, mas, sobre o apito para o intervalo, Lucas Ordoñez aproveitou nova sobra a remate de Manrubia para fazer o 2-0, com muitos protestos dos azuis-e-brancos e a demorar até ser confirmado.

A segunda parte começaria com um susto para as águias, com Lucas Ordoñez a sair lesionado. Mas regressaria rapidamente e, aos seis minutos, "roubou" a bola a Gonçalo Alves para sair em contra-ataque e, na combinação entre os dois argentinos do Benfica disponíveis (Pablo Álvarez, por lesão, voltou a não ser opção), receber de Nicolia para para o 3-0.

O Benfica tinha o jogo na mão e Pedro Henriques tratou do resto. Defendeu duas grandes penalidades de Gonçalo Alves aos 10 minutos (na primeira, saiu cedo demais) e nova grande penalidade do especialista azul-e-branco a oito minutos do fim, com mais um punhado de grandes intervenções pelo meio.

No balanceamento ofensivo da equipa de Ricardo Ares, o Benfica também dispôs de boas oportunidades para ampliar, mas o resultado manter-se-ia inalterado até final, para o empate nesta final.

Porto em branco

Se no primeiro jogo, foi o Benfica a ficar em branco, desta vez "calhou" ao Porto.

Os dragões não ficavam em branco frente ao rival maior na modalidade desde Novembro de 2004 e, nessa partida, empataram. Este ano, o Benfica só não sofrera golos em casa frente ao Turquel, quando venceu por 4-0.

Lar doce lar

Depois da derrota no Dragão Arena, o Benfica não falhou no jogo na Luz.

Esta época, os encarnados realizaram o 18º jogo em casa para o campeonato e só perderam na recepção ao Tomar, no já distante mês de Outubro. Frente ao Valongo, no primeiro jogo do play-off, os encarnados precisaram de prolongamento, mas acabariam por levar a melhor.

Já com mais um jogo em casa certo, no dia 25, as águias precisarão sempre - tal como aconteceu nas "meias", frente ao Sporting - de vencer pelo menos uma partida no Dragão Arena para aspirar ao título.

A final prossegue na próxima quarta-feira, dia 22, no Dragão Arena, com arbitragem de Pedro Silva e Ricardo Leão.

Final

Porto 5-0 Benfica • 16.Jun • 1-0

Benfica 3-0 Porto • 19.Jun • 1-1

• Porto vs. Benfica • 22.Jun • 20h • Pedro Silva e Ricardo Leão

• Benfica vs. Porto • 25.Jun • 15h se necessário

• Porto vs. Benfica • 29.Jun • 20h se necessário

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade