Notícia

Angola empata (mas perde) com pentacampeão

Jun 23, 2015

Tal como Moçambique, Angola folgou esta segunda-feira. Um descanso mais do que necessário para recuperar das emoções fortes do jogo contra a selecção pentacampeã mundial, Espanha.

Angola não se intimidou com o currículo do adversário e o jogo foi equilibrado desde o início. As coisas pareciam correr mal para a selecção africana quando Big e, pouco depois, João Pinto viram o azul. Francisco Veludo defendeu o livre directo de Gual mas cedeu quando avançou o capitão Pedro Gil e a Espanha adiantava-se antes de estarem cumpridos sete minutos. Mas a equipa de Orlando Graça não permitiu mais golos, espreitando sempre o ataque.

Pedro Gil inaugurou o marcador

E, na segunda parte, Angola foi à procura do empate. Com Veludo a garantir atrás, foi hora de atacar a baliza de Egurrola. Ainda que algo surpreendida, a Espanha controlava, suportada no seu atento e seguro guarda-redes. Aos nove minutos, Payero teve oportunidade de empatar de livre directo mas a “prenda” estava reservada para Johe.

A sete minutos do final do tempo regulamentar, o aniversariante João Herlander Vieira – “Johe”, por quem os anos não passam – fez a igualdade. Motivou-se Angola que teve oportunidades para passar para a frente, mas nem Egurrola permitiu nem a eminente décima falta espanhola “caiu”.

Johe fez o empate

O empate registado no fim dos 40 minutos foi um justo prémio para o empenho dos angolanos e para a forma como fizeram frente aos campeões do Mundo. Foi? Não, ainda não tinha acabado…

Com a discutida regra de não serem permitidos empates também na fase de grupos, o jogo seguiu para prolongamento. Foram dez minutos sem incidências mas com muita emoção junto de uma e outra baliza. Angola desesperava com o não apitar da décima falta e o “Polvo” e “Xico” (respectivamente, Egurrola e Veludo) negaram sucessivamente aquele que seria o golo de ouro do adversário, levando o jogo para a lotaria das grandes penalidades.

De castigo máximo, Toni Perez e Edu Lamas não perdoaram e deram a vitória à Espanha, transformando o prémio justo do empate num castigo pesado para Angola.

A festa nos penaltis foi espanhola

Esta derrota relega Angola para a luta pelo apuramento com a França, que venceu a Holanda por 7-0. As duas equipas fecham a fase de grupos esta terça-feira e os angolanos não terão tarefa fácil. A jogar em casa, a França terá o ambiente do seu lado… Ao vencer, a Espanha garantiu logo o primeiro lugar do grupo e defrontará nos quartos o derrotado da partida do grupo B entre Argentina e Moçambique.

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade