Suíça foge do último lugar

Suíça foge do último lugar

A Suíça venceu a Áustria por 4-1, numa vitória construída na primeira metade do jogo.

As duas equipas que têm como companheiros de grupo os "gigantes" ibéricos defrontaram-se esta terça-feira para tentar fugir ao último lugar.

Depois de derrotas pesadas frente a Portugal e Espanha, Suíça e Áustria procuraram dar outra imagem. Saiu-se melhor a Áustria, a passar à prática o seu teórico favoritismo.

Federico Garcia bisou
Federico Garcia bisou

Ainda não estavam cumpridos cinco minutos quando Federico Garcia deu um ar das suas origens argentinas ao converter um livre directo de forma exemplar. E cinco minutos volvidos, foi todo "pampas", ao concluir uma jogada individual que arrancou aplausos ao público presente no pavilhão.

A vencer por dois golos, a Suíça controlava a partida pese a voluntariosa selecção austríaca procurar libertar-se. Mas, sair do seu reduto, acabaria por custar caro aos pupilos de João Meireles. Manuel Parfant foi rinque fora para o que seria um golo de belo efeito, mas no contragolpe Gian Rettenmund ampliou para os helvéticos. E, antes do intervalo, Pascal Kissling fez o 4-0 com que se chegou ao intervalo.

Ímpeto contra as tabelas tem obrigado a paragens nos jogos
Ímpeto contra as tabelas tem obrigado a paragens nos jogos

Com quatro golos de vantagem, muito do ânimo helvético parece ter ficado no balneário. A Suíça continuou a atacar mais, mas sem objectividade. Roman Mohr foi um espectador, um pouco à semelhança de Jean-Pierre Vizio, que teve de se aplicar para negar o bis a Manuel Parfant de livre directo, depois do austríaco ter apontado instantes antes o tento de honra.

A Suíça soma três pontos e foge do último lugar no grupo B, que - salvo um desaire histórico da Espanha na última jornada - será austríaco.

Manuel Parfant fez o primeiro - e, até agora, único - tento austríaco no Europeu
Manuel Parfant fez o primeiro - e, até agora, único - tento austríaco no Europeu

Sob arbitragem da dupla Oscar Valverde e Francisco Garcia (ambos de Espanha), as equipas alinharam da seguinte forma:

Suíça com Jean-Pierre Vizio (gr), Nino Wyss, Gael Jimenez, Pascal Kissling (1) e Federico Garcia (2) - cinco inicial - Dominic Wirth, Gian Rettenmund (1), Camillo Boll e Raphael Rettenmund. Treinador Gian-Luca Privitelli.

Áustria com Roman Mohr (gr), Jakob Stockinger, David Huber, Manuel Parfant (1) e Tobias Winder - cinco inicial - Aurel Zehrer e Jean Carlos Theurer. Treinador João Meireles.

Registaram-se 10 faltas para a Suíça e cinco para a Áustria, com um cartão azul mostrado a Jakob Stockinger.

AMGRoller

Partilhe

Facebook Twitter AddToAny
Outros artigos do dia