«Tivemos oportunidade de fazer o terceiro golo, e não marcámos»

O Tomar terminou com o registo perfeito do Trissino esta temporada, mas os italianos seguem sem derrotas. Com uma vantagem de dois golos, faltou 'matar' o jogo, lamentou Alessandro Bertolucci.

«Tivemos oportunidade de fazer o terceiro golo, e não marcámos»

O Trissino realizou uma grande primeira parte no improvisado Pavilhão Jácome Ratton, justificando uma temporada em que ainda só conhecera o sabor da vitória. No entanto, depois de chegarem ao segundo golo, os italianos perderiam varias oportunidades de dilatar e o técnico Alessandro Bertolucci aponta tal como o aspecto determinante do jogo.

Na segunda parte, o Tomar ganhou ascendente e, segundo "Alex", mereceu o empate.

Também Emanuel Garcia considerou o empate justo pela segunda parte do Tomar. Tendo chegado ao Porto muito jovem, Emanuel Garcia, com apenas 16 anos, o internacional argentino sairia em 2011 para o Viareggio, tendo representado Bassano e Igualada antes de regressar a Portugal, para a Juventude de Viana, em 2017. Na época seguinte, conquistaria uma Taça de Portugal pela Oliveirense antes de se fixar em Trissino, desde 2019.

"Estamos satisfeitos com o nosso trabalho, não só por este jogo, mas também pela época que estamos a fazer", sublinhou o atacante. "Queríamos que este jogo [sem vitória] chegasse o mais tardar possível", lamentou, referindo no entanto que este acaba por ser um bom resultado para as aspirações do Trissino na prova.

Com sete pontos em três jogos, a equipa italiana lidera o grupo A, mas, para Bertolucci, tudo está em aberto. O técnico recordou a partida difícil em La Vendéenne e pede respeito por todos os adversários.

O Trissino regressa às pistas já esta quarta-feira, recebendo para a Serie A1 o Montebello do português Hugo Paiva.

AMGRoller

Partilhe

Facebook Twitter AddToAny
Outros artigos do dia
Primeiro triunfo helvético na Liga Europeia é do Diessbach

Primeiro triunfo helvético na Liga Europeia é do Diessbach

O Diessbach escreveu uma página ímpar no Hóquei em Patins da Suíça e da Liga Europeia, com a primeira vitória helvética numa fase de grupos. O feito tem cunho português, do treinador e guarda-redes Carlos Silva e do atacante Rui Ribeiro.

«A segunda parte é completamente nossa, em todos os aspectos»

«A segunda parte é completamente nossa, em todos os aspectos»

Depois de uma primeira parte com 'marcas' da derrota em Valongo, o Tomar dominou a segunda metade do jogo com o Trissino e o triunfo esteve perto. Mas foi traído pelo 'ímpeto' que levara à reviravolta.