«Festejar o momento e estarmos orgulhosos do que fizemos»

Com um triunfo em França, o Tomar garantiu um lugar na Final Four da Liga Europeia. Nuno Lopes será o 'representante dos treinadores portugueses', constata, na decisão da prova.

«Festejar o momento e estarmos orgulhosos do que fizemos»

A vitória por 2-4 na pista do La Vendéenne é o culminar de uma caminhada histórica do Tomar.

Há dois anos, os tomarenses estavam na II Divisão. Na pretérita temporada, chegaram ao play-off. Este ano, com outros a optarem por não marcarem presença na mais importante prova de clubes do Mundo, estrearam-se na Liga Europeia. E, depois de uma fase de grupos sem derrotas, estão na Final Four.

No final da partida em França, o treinador Nuno Lopes estava naturalmente satisfeito e, pese a ausência de Guilherme Silva, condicionado fisicamente, destaca a boa prestação da equipa.

O primeiro lugar no grupo A ficou mesmo "preso" por quatro minutos, mas Nuno Lopes não guarda "mágoa" da reviravolta do Trissino em Lodi, até porque, sublinha, a equipa de Alessandro Bertolucci ainda não perdera com o Lodi esta época.

O momento era de celebração e o técnico não esconde que a preparação será "canalizada" para o fim-de-semana de 14 e 15 de Maio, quando a Final Four terá lugar em Torres Novas. "É o único título que podemos ganhar", aponta Nuno Lopes, para quem o campeonato é "difícil", ainda que prometa estar na luta.

Como para a Taça de Portugal, a Federação de Patinagem de Portugal continua a ignorar a presente edição da Liga Europeia no seu calendário e, ao contrário de outros anos em que o campeonato não é jogado no fim-de-semana da Final Four, tem jornada agendada para 14 de Maio, o primeiro jogo dos quartos-de-final do play-off.

"Coincidindo, com certeza vai haver alterações no calendário. Queríamos também estar presentes na Taça de Portugal, não conseguimos estar presentes porque coincidia com a Liga Europeia, e optámos por vir à Liga Europeia. Não me façam agora optar por outra coisa que não a Liga Europeia, como é lógico", graceja.

Já vencedor de um troféu europeu [a Taça CERS, em 2015, pelo Sporting], Nuno Lopes vinca o valor dos adversários na decisão e constata que será "a representação portuguesa na Liga Europeia dos treinadores", ao lado do catalão Edo Bosch e dos italianos (e irmãos) Alessandro e Mirko Bertolucci.

Para o campeonato, o Tomar regressa à pista esta sexta-feira, em jogo em atraso da 21ª jornada, frente ao Valongo. Será um duelo entre as duas equipas que tentarão manter o troféu da Liga Europeia em Portugal em Maio, sucedendo ao Sporting.

Partilhe

Facebook Twitter AddToAny
Outros artigos do dia
«Queríamos mostrar que também somos uma boa equipa»

«Queríamos mostrar que também somos uma boa equipa»

O La Vendéenne já não tinha hipóteses de apuramento para a Final Four da Liga Europeia, mas fechou a sua participação como um digno vencido, sem nunca baixar os braços. Marcos Pinto é um dos rostos de um grupo com qualidade.