Calafell conquista Taça WSE

Depois de três conquistas do Lleida, a Taça WSE continua em mãos catalãs. O Follonica discutiu o triunfo até final, mas o Calafell venceu por 6-5 e conquistou a primeira grande prova da sua história.

Calafell conquista Taça WSE

O Calafell é o novo detentor da Taça WSE, depois de vencer o Follonica por tangencial 6-5. Sucede ao Lleida, que tinha ganho as últimas três edições realizadas, em 2018, 2019 e 2021.

Em final arbitrada pelos portugueses Miguel Guilherme e Pedro Silva, o Calafell entrou com uma eficácia tremenda. Humberto Mendes ("Big") surpreendeu Leonardo Barozzi com apenas dois minutos jogados e, apenas um minuto volvido, Martí Casas rematou forte e colocado para o 2-0.

Dupla portuguesa arbitrou final.
Dupla portuguesa arbitrou final.

Sérgio Silva pediu logo um desconto de tempo para estancar os estragos dos primeiros minutos, mas nada corria bem ao Follonica. Aos cinco minutos, Big viu azul, mas nem Davide Banini conseguiu bater "Xano" Edo, nem os italianos aproveitaram os dois minutos de superioridade numérica. Aos nove minutos, Fernando Montigel viu azul e Casas elevou para 3-0.

A final parecia decidida e encaminhada para uma goleada. Mas o Follonica reagiu.

Big abriu o caminho à vitória. Arnau Xaus bisou.
Big abriu o caminho à vitória. Arnau Xaus bisou.

O técnico português teve o mérito de não deixar os seus jogadores esmorecerem e, a meio desta primeira parte, Francesco Banini reduziu de grande penalidade. O Follonica cresceu e, minuto e meio volvido, Didac Llobet, em insistência, fez o 3-2.

O jogo estava relançado e o Follonica, com uma incansável falange de apoio, até teve oportunidade de igualar, mas Didac desperdiçou um livre directo e, a seis minutos do intervalo, Arnau Xaus, que em Portugal não foi feliz na Juventude de Viana, fez o 4-2.

Martí Casas confirmou valor, bisando na final depois de ter marcador também nas
Martí Casas confirmou valor, bisando na final depois de ter marcador também nas "meias".

O Follonica tinha de voltar a correr atrás do resultado. Sérgio Silva apostou inclusivamente em Oscar Bonarelli, mas o jovem italiano não cumpriu as ordens que levava para pista e rapidamente saiu para levar um enorme raspanete do seu técnico. Faz parte do crescimento de uma equipa em que Sérgio vai potenciando "prata da casa".

O Calafell desperdiçara, numa grande penalidade de Sergi Miras, a oportunidade de dilatar e veria, em situação semelhante, Montigel reduzir ainda antes do intervalo para a margem mínima.

A segunda parte começava com os catalães à beira da 10ª falta, mas Jan Escala, mais rápido a reagir para uma segunda bola, fazia um providencial 5-3.

Follonica vendeu (muito) cara a derrota.
Follonica vendeu (muito) cara a derrota.

Marco Pagnini não conseguiu converter na 10ª falta catalã e Casas não faria melhor na 10ª transalpina, ainda antes de estarem cumpridos cinco minutos nesta etapa complementar. Aos sete minutos, Francesco Banini reduzia, de meia distância, para 5-4 e o cariz do jogo mudava.

Com o Follonica a "ressuscitar" tantas vezes das vantagens conseguidas pelos catalães, Ferran López montou uma equipa mais de contenção, mais pragmática, mais na expectativa.

Depois do 5-4, Calafell foi mais expectante.
Depois do 5-4, Calafell foi mais expectante.

Contento os ataques delineados por Sérgio Silva, o Calafell voltaria a conseguir uma vantagem de dois golos já nos últimos cinco minutos, com Xaus a não desperdiçar o livre directo depois de contestado azul ao capitão Federico Pagnini.

Mas, mais uma vez, o Follonica reagiu. E de pronto. Davide Banini fez o 6-5 e deixava novamente tudo em aberto para os minutos finais. Xaus desperdiçou nova oportunidade de livre directo e o Follonica carregou, arriscando mesmo com cinco jogadores de pista. Mas o título já não escapava ao Calafell.

FINAL FOUR

Meias-finais

• MF1 • Lleida 2-3 Calafell • 23.Abr

• MF2 • Valdagno 2-3 Follonica • 23.Abr

Final

Calafell 6-5 Follonica • 24.Abr

Partilhe

Facebook Twitter AddToAny
Outros artigos do dia
O fim do reinado do Lleida de Albert Folguera

O fim do reinado do Lleida de Albert Folguera

O Calafell terminou com o reinado do Lleida na Taça CERS/WSE, o mais longo que alguém logrou. O treinador Albert Folguera potenciou uma equipa que, até 2017, era pouco reconhecida internacionalmente.

Hat-tricks ingratos e play-off definido

Hat-tricks ingratos e play-off definido

Confirmando os seus 7º e 8º lugares, Grosseto e Vercelli carimbaram a presença nos quartos-de-final do play-off. Nuno Paiva assinou dois hat-tricks, mas não evitou o afastamento do seu Montebello.

Porto e Sporting não desarmam na corrida ao primeiro lugar

Porto e Sporting não desarmam na corrida ao primeiro lugar

Dragões e leões seguem separados por dois pontos no topo da classificação. No fecho da 24ª jornada, o Porto venceu a Oliveirense por 2-4 e o Sporting bateu o Parede por 9-6.