Leão e Guilherme no último 'jogo grande' da fase regular

O dérbi lisboeta entre Sporting e Benfica será arbitrado por Ricardo Leão e Miguel Guilherme. O jogo, depois do embate entre Óquei de Barcelos e Oliveirense, fechará as partidas entre candidatos na fase regular.

Leão e Guilherme no último 'jogo grande' da fase regular

Os jogos entre Sporting e Benfica e entre Óquei de Barcelos e Oliveirense fecham este domingo o "mini-campeonato" entre os candidatos - assumidos ou não - ao título nacional. Ricardo Leão e Miguel Guilherme apitam no João Rocha e Pedro Silva e Pedro Figueiredo em Valença.

Entre os "velhos rivais" de Lisboa, acontece este domingo o quarto confronto oficial da temporada, com duelos em todas as provas oficiais em que participaram. O Sporting venceu na Elite Cup, no jogo do definição do 5º classificado. O Benfica venceu na Luz para o Campeonato Nacional e voltou a vencer, novamente na sua casa, para os quartos-de-final da Taça de Portugal, não sendo, no entanto, depois feliz - a não ser que o protesto vingue - na decisão da prova.

Leão e Guilherme, ambos de Lisboa, não são novidade no dérbi. Esta época, entre os dois - que só apitaram em dupla um dérbi, mas da zona Centro, entre Turquel e Marinhense - só "falharam" o primeiro, para a Elite Cup. Esse jogo teve dois vermelhos (aos guarda-redes e capitães Ângelo Girão e Pedro Henriques), tal como o jogo da primeira volta para o campeonato (a Gonzalo Romero e ao agora dirigente Valter Neves) em que esteve Leão. Para a Taça, com Miguel Guilherme, a partida foi mais "azulada", com um total de sete azuis mostrados.

Leão completa este fim-de-semana (em que apita dois jogos) 24 partidas, sendo o árbitro mais vezes chamado a jogos da I Divisão. Guilherme queda-se pelos 18. Para o campeonato, para além do dérbi na primeira volta, Ricardo Leão apitou outros cinco jogos do Benfica e três do Sporting, ao passo que Miguel Guilherme foi chamado a dois jogos de cada equipa.

Noutro "jogo grande", a norte e no sábado, Óquei de Barcelos e Oliveirense defrontam-se numa partida que promete ser quente depois do jogo da primeira volta ter redundado numa derrota administrativa para os barcelenses e num castigo de dois jogos de interdição que os obrigam agora a receber a Oliveirense em Valença. Para dirigir o encontro foram chamados Pedro Silva e Pedro Figueiredo, que recentemente estiveram na Final Four da Taça WSE, sendo que Silva arbitrou mesmo a final (com Miguel Guilherme). Figueiredo tinha merecido a confiança do Conselho de Arbitragem para a final da Taça de Portugal.

Nas restantes nomeações, destaque para outra chamada de Ricardo Leão, numa "jornada dupla", ao jogo entre Parede e Sanjoanense, decisivo para as contas da manutenção, e para a estreia de Miguel Azevedo na categoria máxima. O árbitro minhoto arbitrará ao lado de António Santos em Paço de Arcos, onde o emblema local e a Juventude de Viana se defrontam num "limbo", em que já nem descem nem têm hipóteses de chegar ao play-off.

As nomeações para a 25ª jornada são as seguintes:

• Parede vs. Sanjoanense • 30.Abr • 21h • João Catrapona e Ricardo Leão

• Paço de Arcos vs. Juventude de Viana • 30.Abr • 18h • António Santos e Miguel Azevedo

• Marinhense vs. Valongo • 30.Abr • 17h • Paulo Almeida e Teófilo Casimiro

• Turquel vs. Braga • 30.Abr • 21h • João Duarte e José Martins

• Óquei de Barcelos vs. Oliveirense • 30.Abr • 21h • Pedro Silva e Pedro Figueiredo

• Sporting vs. Benfica • 1.Mai • 17h30 • Ricardo Leão e Miguel Guilherme

• Porto vs. Tomar • 1.Mai • 15h • Joaquim Pinto e Fernando Vasconcelos

João Duarte é o mais chamado aos "jogos grandes"

No centro do "furacão" que o Benfica levantou na final da Taça de Portugal ao protestar o jogo, João Duarte falha um "dérbi eterno" depois de ter estado nos três outros da temporada, mas fechará a fase regular como o árbitro mais vezes chamados a jogos entre candidatos.

Das 20 partidas entre os "big 5", o árbitro lisboeta esteve em seis partidas, mais uma do que aquelas que somará Pedro Figueiredo, curiosamente o "outro" árbitro da final da Taça.

Carlos Correia, Miguel Guilherme, Ricardo Leão e Rui Torres contarão quatro destes jogos "maiores".

Partilhe

Facebook Twitter AddToAny
Outros artigos do dia
«Histórico é curto, foi mágico!»

«Histórico é curto, foi mágico!»

O treinador do Calafell, Ferran López, tem muito de apaixonado pelo treino e um pouco de louco pela modalidade. Na vitória, congratulou-se com um momento 'mágico', sem esquecer a sua saída do Noia.

Braga vence Tomar no acerto de calendário

Braga vence Tomar no acerto de calendário

O Braga venceu o Tomar em jogo em atraso da 22ª jornada, ficando todas as equipas a dois jogos do fim da fase regular. Depois de terem garantido um lugar no play-off, os bracarenses aproximam-se do 6º lugar.