São lutas e lutas...

Há múltiplas lutas na tabela classificativa e, na penúltima jornada, muito pode ficar decidido. Ou não. À partida, em caso de vitória e sem olhar para outros, apenas o Paço de Arcos pode garantir o seu lugar final.

São lutas e lutas...

Há apenas duas jornadas por disputar e múltiplas incógnitas.

De facto, os oito primeiros - que depois entram no "baralha e volta a dar" do play-off - já são conhecidos, mas não a ordem em que terminam. E já se sabe que Paço de Arcos e Juventude de Viana não descem. Mas, de resto, há muito em jogo.

Em caso de vitória, e sem mais contas, o Paço de Arcos garante o 9º lugar. Não há mais ninguém que possa assegurar a posição final sem olhar para os outros jogos.

Por exemplo, na luta pela manutenção, a Sanjoanense, mesmo que vença, apenas assegura já a manutenção se o Turquel não vencer. E esta luta é a mais decisiva de todas.

Começando de "baixo" para "cima", o Marinhense, lanterna-vermelha, recebe um Valongo que, por um lado, procura defender o 6º lugar, por outro, já deverá ter o seu foco na Final Four da Liga Europeia.

O Parede tem um jogo de "vida ou morte" com a Sanjoanense. Caso a equipa da Linha perda, fica desde já condenada ao regresso à II Divisão.

Ainda abaixo da linha de água, o Turquel, depois de ter deixado o último lugar com um triunfo em Valongo, recebe um Braga que já tem certo um lugar no play-off, mas que matematicamente ainda pode chegar ao 6º lugar.

Paço de Arcos e Juventude de Viana jogam pelo 9º lugar, habitualmente o último que dá acesso às competições europeias. A equipa de André Luís garante-o se vencer, mas, caso contrário, fica tudo em aberto para a última ronda.

Já na zona dos apurados para o play-off, o Tomar vai à luta no Dragão Arena, onde mora o líder do campeonato. Os tomarenses disputam o 6º lugar, mas, tal como Valongo, o pensamento já deve estar na decisão europeia.

A Oliveirense tem confronto que promete em Valença, casa "emprestada" do Óquei de Barcelos face à interdição do Municipal. As duas equipas estão em 4º e 5º e o 4º lugar ficará fora do alcance da equipa de Oliveira de Azeméis em caso de derrota. Mas a luta pode estender-se até ao 1º lugar, a que o Óquei de Barcelos ainda pode matematicamente aspirar (sendo desportivamente complicado), mesmo sem depender da recuperação dos três "perdidos" na secretaria.

Mais directamente na luta pelo 2º lugar, mas também pelo 1º, estão Sporting e Benfica que, tal como o líder Porto, jogam este domingo. Um triunfo dos leões afasta as águias definitivamente dos dois primeiros lugares (ficando até em risco de cair para 5º, dependendo do resultado entre Óquei de Barcelos e Oliveirense).

É todo um banquete de emoções muito perto do fim da fase regular. Depois, vem o "corta-sabores" - a lembrar a relevância perdida desta primeira fase - e entra-se na decisão do título, com o play-off.

25ª jornada

• Parede vs. Sanjoanense • 30.Abr • 21h • João Catrapona e Ricardo Leão

• Paço de Arcos vs. Juventude de Viana • 30.Abr • 18h • António Santos e Miguel Azevedo

• Marinhense vs. Valongo • 30.Abr • 17h • Paulo Almeida e Teófilo Casimiro

• Turquel vs. Braga • 30.Abr • 21h • João Duarte e José Martins

• Óquei de Barcelos vs. Oliveirense • 30.Abr • 21h • Pedro Silva e Pedro Figueiredo

• Sporting vs. Benfica • 1.Mai • 17h30 • Ricardo Leão e Miguel Guilherme

• Porto vs. Tomar • 1.Mai • 15h • Joaquim Pinto e Fernando Vasconcelos

Classificação

1º Porto (58 pontos), 2º Sporting (56), 3º Benfica (53), 4º Óquei de Barcelos (52), 5º Oliveirense (50), 6º Valongo (39), 7º Tomar (39), 8º Braga (35), 9º Paço de Arcos (25), 10º Juventude de Viana (23), 11º Sanjoanense (16), 12º Turquel (15), 13º Parede (15), 14º Marinhense (13)

Partilhe

Facebook Twitter AddToAny
Outros artigos do dia
«Quero chegar ao campeonato português, mas não tenho isso como obsessão»

«Quero chegar ao campeonato português, mas não tenho isso como obsessão»

O Follonica de Sérgio Silva caiu, por margem tangencial, na final da Taça WSE. No entanto, a presença na decisão não deixa de ser prova do excelente trabalho que o português tem realizado como treinador.

«Anúncio ainda com mais antecedência»

«Anúncio ainda com mais antecedência»

Orlando Panza, 'chairman' da WSE-RH, preconiza o anúncio antecipado (e ainda com mais antecedência) dos locais da Final Four. Terá sido a Final Four da Taça WSE um caso de sucesso?

Os árbitros das decisões europeias

Os árbitros das decisões europeias

Com antecipação, a WSE-RH anunciou os árbitros para as três Final Four. Na Taça WSE houve três portugueses e na Taça da Liga Feminina estará Sílvia Coelho, mas a Liga Europeia será com 'apitos' espanhóis.