Riba d'Ave na frente da corrida à última vaga

O Riba d'Ave adiantou-se na corrida de subida à I Divisão com um triunfo por 3-5 em Alenquer, num jogo com um grande ambiente e que, por bons motivos, não foi falado. A promoção decide-se este sábado, no segundo jogo.

Riba d'Ave na frente da corrida à última vaga

À margem dos duelos da I Divisão pelo título de campeão nacional, Alenquer e Riba d'Ave lutam pela última vaga na categoria máxima na próxima temporada depois de serem conhecidas as despromoções de Marinhense, Sanjoanense, Turquel e as promoções de Famalicense e Murches.

Na primeira mão desta corrida entre alenquerenses e ribadavenses, a equipa minhota venceu no passado sábado por 3-5, ganhando uma vantagem de dois golos preciosa, mas que, durante a partida, chegou a ser mais dilatada.

Mário Rodrigues ("Marinho") inaugurou aos sete minutos e meio para o Alenquer, mas a resposta do Riba d'Ave foi cabal. Renato Castanheira e o capitão Nuno Pereira ("Miccoli") viraram o resultado ainda na primeira parte e Miccoli, Gustavo Pato e Pedro Silva fizeram o marcador disparar para um inesperado 1-5.

Segurando a vantagem de quatro golos até à entrada dos derradeiros quatro minutos, a equipa de Raul Meca tinha a promoção na mão, mas o internacional moçambicano Marinho, o mais profícuo na II Divisão esta temporada, relançou a discussão. Apontou o segundo golo de grande penalidade e, já nos derradeiros segundos, fez o definitivo 3-5, para uma diferença de dois golos que não é, de todo, impossível de anular. Mas, no Parque das Tílias, onde a segunda mão terá lugar este sábado a partir das 18h30, apenas o Académico de Cambra logrou vencer para o campeonato.

O Riba d'Ave procura o regresso à categoria máxima apenas um ano depois, ao passo que o Alenquer já não está entre os maiores do Hóquei em Patins nacional desde a temporada de 2007/08. Os dois emblemas só coincidiram na I Divisão na temporada de 2002/03, disputando quatro duelos, sempre com vitórias caseiras. Mas ambos terminariam essa época com a descida ao escalão secundário...

A saudável normalidade

Na normalidade que é suposta, o ambiente vivido no pavilhão Zeca Carmo e João Lota em Alenquer não mereceu particular destaque mediático, mas os clubes fizeram questão de o celebrar. "Gostaríamos de deixar registado o nosso agradecimento à Direção do Sport Alenquer e Benfica, bem como a todos os adeptos alenquerenses pela forma como fomos recebidos e pela excelente tarde de festa do desporto que proporcionaram ontem! Bem hajam a todos! Muito obrigado!!", escreveu nas redes sociais o Riba d'Ave, que - como é costume - levou na deslocação muita gente apaixonada. Uma paixão que, muitas vezes, até já valeu multas federativas...

O jogo entre Alenquer e Riba d'Ave realizou-se em simultâneo com o fatídico jogo 2 das meias-finais do Nacional da I Divisão, entre Benfica e Sporting, muito falado por maus motivos. "Enquanto isso... numa vila com paixão pelo Hóquei em Patins, viveu-se mais um espetáculo único!", partilhou o Alenquer. De resto, a partida da luta pela promoção foi arbitrada por João Duarte e Miguel Guilherme, curiosamente os mesmos que seriam chamados a terceiro jogo entre os velhos rivais de Lisboa que se previa de nervos.

Partilhe

Facebook Twitter AddToAny
Outros artigos do dia
«Fomos melhores em praticamente todos os momentos do jogo»

«Fomos melhores em praticamente todos os momentos do jogo»

Sublinhando 'um rigor tático fantástico', Paulo Freitas congratulou-se com a exibição do Sporting no jogo 3 das meias-finais que deixa os leões a um triunfo do apuramento.

Leão e Pedro Silva no quarto acto do Dérbi

Leão e Pedro Silva no quarto acto do Dérbi

Ricardo Leão e Pedro Silva são os escolhidos para o próximo duelo entre Benfica e Sporting. A quarta partida de uma série que tem sido muito mediática está agendada para a Luz, no Dia de Portugal, a partir das 17h.