Joaquim Pinto e Pedro Figueiredo arbitram decisão

Joaquim Pinto e Pedro Figueiredo são os árbitros escolhidos para o jogo entre Porto e Benfica que decidirá o novo campeão nacional. Pinto arbitrará pela terceira vez na final, agora numa dupla inédita neste campeonato.

Joaquim Pinto e Pedro Figueiredo arbitram decisão

Porto e Benfica. E Joaquim Pinto e Pedro Figueiredo.

Estão definidas as três equipas que a partir das 20h desta quarta-feira protagonizarão o derradeiro jogo do Campeonato Nacional 2021/22.

Entre dragões e águias, quem vencer - seja em 50 minutos, com prolongamento ou grandes penalidades -, ergue o 24º título.

Para arbitrar, o Conselho de Arbitragem escolheu Joaquim Pinto e Pedro Figueiredo.

O portuense Joaquim Pinto arbitrará o terceiro jogo nesta final, depois de ter estado nos segundo e quarto jogos, respectivamente com Carlos Correia e Miguel Guilherme. Ambos na Luz e com vitória do Benfica.

Estranhamente "desaparecido" da fase regular, em que dirigiu apenas 14 partidas, Joaquim terá um terço (sete) dos seus jogos no campeonato neste decisivo play-off. Já o minhoto Pedro Figueiredo terminará com os mesmos 21 jogos de Joaquim Pinto, mas com apenas três jogos - um em cada eliminatória - arbitrados neste decisivo play-off.

Joaquim Pinto, então com Carlos Correia, esteve na "negra" ganha pelo Benfica nas meias-finais, no João Rocha.

Em relação aos árbitros mais chamados na fase regular, sublinhado para a "exclusão" de Rui Torres das partidas decisivas. O categorizado árbitro minhoto apitara 22 partidas na primeira fase e esteve em três partidas nas cinco primeiras possíveis neste play-off, mas o mediatizado segundo jogo entre Benfica e Sporting nas meias-finais seria o último a que seria chamado...

Agora, pese estar em causa a decisão do título de campeão nacional, este será o primeiro jogo como dupla que os dois arbitrarão nesta edição do Campeonato Nacional da I Divisão.

No Dragão Arena, palco da decisão, Joaquim Pinto esteve em quatro partidas e Pedro Figueiredo em apenas uma. Independentemente de quem apitasse, o Porto venceu todos os jogos perante o seu público, menos o último das meias-finais frente ao Óquei de Barcelos... arbitrado por Joaquim Pinto (com Carlos Correia). Mas, terminando empatado, os dragões levariam a melhor nas grandes penalidades.

Pedro Figueiredo esteve na final da Taça de Portugal, ganha pelo Porto ao Benfica (5-2), num jogo ainda com um protesto pendente das águias.

Olhando para o outro "lado" da final, nas suas deslocações, o Benfica foi apitado por Joaquim Pinto ou Pedro Figueiredo em cinco partidas. Na fase regular, a equipa de Nuno Resende perdeu em Oliveira de Azeméis (5-4) com arbitragem de Joaquim e no Dragão (4-3) com arbitragem de Pedro. Ainda na fase regular e com Pedro, as águias venceriam em Viana (1-5). Com Joaquim e no play-off, nas meias-finais, as águias empataram dois jogos no João Rocha. Num perderam nas grandes penalidades, no outro carimbariam a passagem a esta final no prolongamento.

Esta final a cinco jogos entre Porto e Benfica somará quatro escolhas de Lisboa, quatro do Porto e duas do Minho. Importante seria que o foco fosse no mérito do vencedor, mas dragões e águias, findo o quarto jogo que ditou a "negra", começaram cedo a trabalhar na pressão para a derradeira partida, com críticas sem qualquer fundamentação dos departamentos de comunicação de ambos os emblemas.

Partilhe

Facebook Twitter AddToAny
Outros artigos do dia
Nicolia afastado da 'negra' (e de mais um jogo)

Nicolia afastado da 'negra' (e de mais um jogo)

Expulso no quarto jogo da final do campeonato entre Benfica e Porto, Carlos Nicolia está definitivamente afastado da 'negra'. O internacional argentino foi punido com dois jogos de suspensão pelo Conselho de Disciplina.