Valongo com prémio europeu em mira no arranque da nova época

Depois de uma época a que ficou a faltar a 'cereja' europeia, o Valongo parte para a nova temporada com mais maturidade, renovada ambição, e de olho noutro objectivo internacional: a Taça Continental.

Valongo com prémio europeu em mira no arranque da nova época

Foi uma temporada para recordar. Um 6º lugar na fase regular (o primeiro após cinco candidatos ao título), o obrigar o Benfica à "negra" nos quartos-de-final do play-off, a presença na final da Liga Europeia. Faltou um (merecido) prémio que pudesse ser colocado nas vitrines para o trabalho desenvolvido por Edo Bosch no comando técnico.

O reconhecimento do trabalho desta época e das anteriores - sempre a fomentar a aposta na formação - está na saída neste defeso do guarda-redes Bernardo Mendes para o Benfica e de Diogo Barata para o Porto. Saem também Rúben Pereira (Braga) e Miguel Vieira (Óquei de Barcelos) em dois regressos a anteriores clubes. Rúben Pereira esteve em Braga em 2012/13, representando a Oliveirense de 2013 a 2015 antes de se fixar nos valonguenses. Miguel Vieira está de regresso ao Óquei, de onde partiu em 2017 para o Benfica.

Para a nova temporada, acima de tudo, Edo Bosch contará com mais um ano de maturidade dos seus jovens atletas, como Diogo Abreu, Rafa Bessa ou o reforço Miguel Moura, todos com 21 anos no início da próxima temporada, ou o argentino Facundo Navarro, que terá 22. E, para além destes, e dos mais experientes Francisco Silva e Nuno Santos, há que contar com os valorosos jovens da equipa de Sub-19, vice-campeã nacional do escalão, que terão espaço de consolidação na II Divisão, conseguida que foi a promoção da equipa "B".

Salvo um "assalto" de última hora, o Valongo segura, por exemplo, os argentinos Facundo Bridge e Facundo Navarro, e aposta em "velhos" conhecidos para se reforçar. Carlos Ramos ("Carlitos") e Miguel Moura regressam a uma casa que bem conhecem, "Xano" Edo não podia ser mais próximo do treinador...

Para 2022/23, Edo Bosch deverá contar com Alejandro Edo ("Xano", ex-Calafell) e Gonçalo Bento na baliza e Carlos Ramos ("Carlitos", ex-Porto), Diogo Abreu, Facundo Bridge, Facundo Navarro, Francisco Silva, Miguel Moura (ex-Braga), Nuno Santos e Rafael Bessa.

Miguel Moura regressa depois de duas temporadas em Braga e, no sentido inverso ao de Diogo Barata, Carlitos chega por empréstimo do Porto, depois de uma temporada em que passou ao lado das opções de Ricardo Ares. Aos 20 anos, "Baratinha" é mais um a procurar uma afirmação no Dragão em tenra idade que Hélder Nunes foi o último a lograr. Depois, Alvarinho e Hugo Santos e, agora, Carlitos, acabaram por não ter os minutos desejados.

Xano Edo, filho de Edo Bosch, procura uma afirmação definitiva. Guarda-redes do Calafell nas duas últimas temporadas, logrou aos 19 anos a conquista da Taça WSE, segunda mais importante prova europeia, e esteve integrado no estágio de preparação da selecção nacional que decorreu nos dias 4 e 5, tendo em vista o Mundial. Coincidentemente, o Calafell será o (primeiro) adversário naquele que será o primeiro grande objectivo da época.

O Valongo perdeu na final da Liga Europeia nas grandes penalidades, mas a presença na decisão garante-lhe nova oportunidade de lutar por um troféu. A Taça Continental disputa-se a 17 e 18 de Setembro, em sede a anunciar, em formato de Final Four, com os valonguenses a defrontarem o Calafell nas meias-finais. Na outra meia-final, o Trissino defronta o Follonica.

Depois, o Valongo tem direito desportivo a disputar a primeira fase de qualificação da nova Liga dos Campeões...

Acompanhe esta e outras transferências deste defeso nos principais campeonatos aqui.

Partilhe

Facebook Twitter AddToAny