Supertaça é do Benfica

O Benfica conquistou a Supertaça, 10 anos depois, ao vencer o Porto por 2-4. Pablito, com um hat-trick, desequilibrou o marcador e valeu um triunfo sobre os dragões na quarta decisão entre as duas equipas este ano.

Supertaça é do Benfica

Depois de ser derrotado este ano na Taça de Portugal, Campeonato Nacional e Elite Cup, o Benfica conseguiu enfim "bater o pé" ao Porto, com a conquista da Supertaça António Livramento. Os dragões tinham vencido as últimas quatro edições da prova, antes da "pausa" por força da pandemia.

Pablo Álvarez inaugurou o marcador com pouco mais de quatro minutos de jogo, permitindo ao Benfica gerir a partida em vantagem, como mostrou na recta final da pretérita temporada saber fazer. Mas, aos 14 minutos, Gonçalo Alves igualou.

Nuno Resende contou nesta partida com Lucas Ordoñez e Diogo Rafael (ficaram de fora "Poka" e Pol Manrubia) e seria mesmo o internacional português a desequilibrar o marcador na primeira parte, fazendo o 1-2 a oito minutos do intervalo.

Perante uma "casa" aquém das expectativas, com muitas clareiras, os primeiros minutos da segunda parte pesaram particularmente nas faltas dos encarnados, passando de um 3-5 em faltas para um 4-8 que os aproximava perigosamente da décima. E, aos cinco minutos, Rafa, de meia distância, igualava o marcador.

No entanto, o tónico moral da igualdade serviu pouco tempo aos azuis-e-brancos. Minuto e meio volvido, Diogo Rafael voltou a ser decisivo. Arrancou e serviu cruzado para o desvio de Pablo Álvarez, que terminou no fundo das redes de Xavi Malián.

Benfica reagiu ao 2-2 praticamente de pronto, num golo de Pablo Álvarez que seria merecedor de "revisão". Mas o sistema testado na Elite Cup não foi a jogo nesta partida.

O Porto reclamou que o desvio tinha sido com o pé, e a produção televisiva dar-lhe-á razão, mas não havia Sistema de Revisão de Vídeo que valesse aos dragões.

Novamente (pela terceira vez) na frente do marcador, mas já com nove faltas, o Benfica geria a partida e sem abdicar da posse de bola ou do ataque, ainda que sempre precavendo a rectaguarda. Aos 14 minutos, falhou defensivamente, mas, isolado, Carlo Di Benedetto não conseguiu bater Pedro Henriques.

Havia oportunidades de um e outro lado, com Malián, como na Elite Cup, em particular destaque, a segurar a desvantagem mínima enquanto os seus colegas não ganhavam a 10ª falta contrária. Ganhariam a seis minutos do final, 11 minutos depois da nona, mas sem efeitos práticos. Pedro Henriques ganhou o duelo com Gonçalo Alves.

O Porto foi em busca do "prejuízo", procurando a igualdade. No limite, atacou o último minuto sem guarda-redes, mas acabaria por chegar à 10ª falta. Pablo Álvarez não enjeitou a oportunidade e, selando o hat-trick, garantiu o triunfo por 2-4.

Esta é a oitava Supertaça ganha pelo Benfica, a terceira frente ao Porto, juntando-se esta conquista às de 1993, 1995, 1997, 2001, 2002, 2010 e 2012.

No "clique" que Nuno Resende desejava, este é o primeiro título oficial conquistado nesta década pelos encarnados, depois de ter vencido a Taça 1947 em Dezembro de 2020, no fecho da década anterior.

Partilhe

Facebook Twitter AddToAny
Outros artigos do dia
«Quinto lugar na fase regular? Assino já»

«Quinto lugar na fase regular? Assino já»

Vencido no primeiro jogo, o Tomar conseguiu depois o melhor lugar possível na Elite Cup com duas vitórias. Nuno Lopes e o guarda-redes António Marante valorizam o 5º lugar na prova, com a equipa a mostrar crescimento.

Elite Cup no feminino, no teste de um 'novo' Sporting

Elite Cup no feminino, no teste de um 'novo' Sporting

Disputa-se este fim-de-semana a primeira edição da Elite Cup Feminina. Académico da Feira, CACO e um Sporting em reconstrução tentam contrariar a quase inevitabilidade do triunfo de um Benfica hegemónico nas provas nacionais.

«Vamos fazer com que as pessoas desfrutem»

«Vamos fazer com que as pessoas desfrutem»

A Elite Cup deixou Alejandro Dominguez satisfeito com o reflexo de cinco semanas de trabalho no Sporting. Para Matías Platero, é toda uma proposta distinta de jogo que está a ser trabalhada, e já se notam resultados.