Uma volta com a manutenção em jogo

Paço de Arcos, Juventude de Viana e Murches fecharam a primeira volta nos lugares de despromoção. No 'virar' do campeonato, as três equipas têm 13 jogos até 25 de Abril para evitar a descida. Mas a História diz que, por regra, só uma se safa...

Uma volta com a manutenção em jogo

Acabou esta quarta-feira a primeira volta e inicia já este sábado a segunda. Em jogo, em 13 jornadas até 25 de Abril, estará o apuramento dos play-offs. E, com carácter decisivo, sem possibilidade de "post season", a manutenção de três equipas e a descida de outras três à II Divisão.

Desde a temporada de 2014/15 que a I Divisão (agora Campeonato PLACARD) - com ou sem play-off - é disputada por 14 equipas, com as três mais mal classificadas a serem despromovidas.

No dobrar da fase regular ainda há muito por jogar, mas há um dado histórico que fará "tremer" Murches, Juventude de Viana e Paço de Arcos, as três equipas que estão abaixo da linha de água. Por regra, nestas oito temporadas, descem dois dos três que estavam em posição de descida a meio da prova...

O Turquel evitou três vezes a descida apesar da posição a meio da temporada, em 2016/17, 2018/19 e 2020/21. Na pretérita temporada, resistiu até à derradeira jornada, mas não evitaria a despromoção.

A excepção que confirma a regra aconteceu em 2015/16, salvando-se Candelária e Sanjoanense ao passo que Académico de Cambra descia. Curiosamente, picarotos e sanjoanenses desceriam na temporada seguinte, num caso particulares, em que foram acompanhados pelo Riba d'Ave, excluído administrativamente. Outro caso particular aconteceu em 2019/20, na temporada da pandemia, em que as descidas foram decididas numa liguilha. Mas, das três equipas abaixo da linha de água, duas iriam à liguilha. A Física abdicou da discussão e aceitou a descida, Os Tigres garantiram a manutenção às ordens de André Luís, agora treinador do lanterna-vermelha Paço de Arcos.

Entre as equipas agora na zona de descida, a Juventude de Viana estava também nessa desconfortável posição à 13ª jornada em 2019/20, mas "subiu à tona" antes da interrupção dos campeonato. Curiosamente, acabaria por descer o Paço de Arcos que, em nenhuma destas oito temporadas desde 2014 (sendo que em 2020/21 estava na II Divisão), se encontrava abaixo da linha de água. Para o Murches, estreante na categoria máxima, é, naturalmente, uma situação inédita.

No "fio da navalha"

Cumpridas 13 jornadas, Murches, Juventude de Viana e Paço de Arcos são o trio na indesejável zona de despromoção. As três equipas somam apenas duas vitórias cada, sendo que o Murches se destaca no 12º lugar com dois empates, a Juventude de Viana está no 13º com um e o Paço de Arcos fecha a classificação sem mais pontos para além desses triunfos.

Campeão nacional em oito ocasiões, o Paço de Arcos só venceu as outras duas equipas actualmente abaixo da linha de água e é o pior ataque da presente edição, com 28 golos conseguidos, mas, curiosamente, nenhuma destas três equipas é a pior defesa. O Famalicense, que até é 9º, "ex aequo" com o 8º, sofreu 70 golos contra 67 consentidos pela equipa de André Luís, 65 pelo grupo orientado por Reinaldo Ventura e 61 pelos dirigidos por Hugo Lourenço. Para além destas quatro equipas, mais nenhuma sofreu mais do que 50 golos.

No arranque da segunda volta, Murches, Juventude de Viana e Paço de Arcos defrontam três equipas que estão entre os cinco mais bem classificados.

Na derradeira ronda da primeira volta, o Murches deixou o último lugar ao vencer o Braga, mas ainda assim não foi suficiente para subir acima da temida linha de água. Acima estão precisamente os bracarenses, com mais dois pontos.

No arranque da segunda volta, o Murches recebe o Valongo (5º), a Juventude de Viana, que não vence há oito jogos, tem a visita do Óquei de Barcelos (4º) e o Paço de Arcos joga na pista do Benfica (2º). Não se adivinham facilidades na conquista dos tão desejados e necessários pontos.

14ª jornada

• Benfica vs. Paço de Arcos • 21.Jan, 12h30 • João Duarte e Miguel Guilherme

• Murches vs. Valongo • 21.Jan, 16h • Teófilo Casimiro e Porfírio Fernandes

• Tomar vs. Oliveirense • 21.Jan, 18h • Pedro Silva e Rui Torres

• Riba d'Ave vs. Famalicense • 21.Jan, 18h30 • Joaquim Pinto e Manuel Fernandes

• Parede vs. Braga • 21.Jan, 21h30 • Manuel Oliveira e Paulo Almeida

• Porto vs. Sporting • 22.Jan, 15h • Pedro Figueiredo e Carlos Correia

• Juventude de Viana vs. Óquei de Barcelos • 22.Jan, 16h • Porfírio Fernandes e Rui Torres

Classificação

= 1º Porto (34), 2º Benfica (33), 3º Sporting (32), 4º Óquei de Barcelos (29), 5º Valongo (27), 6º Oliveirense (21), 7º Tomar (20), 8º Parede (13), 9º Famalicense (13), 10º Riba d'Ave (12), 11º Braga (10), 12º Murches (8), 13º Juventude de Viana (7), 14º Paço de Arcos (6)

Partilhe

Facebook Twitter AddToAny
Outros artigos do dia
Benfica entra em cena na Europa

Benfica entra em cena na Europa

O Benfica inicia este sábado a sua participação na Liga dos Campeões Feminina, viajando até França para defrontar o Nantes. O Académico da Feira defronta novamente o líder da OK Liga, agora o bicampeão espanhol e europeu Palau.

«Tudo tem um limite» e a APCVD instaurou processo

«Tudo tem um limite» e a APCVD instaurou processo

Carlos Nicolía denunciou os insultos de que foi (e de que terá sido repetidamente) alvo no Dragão Arena, no Clássico com o Porto. A Autoridade para Prevenção e Combate à Violência no Desporto anunciou a instauração de um processo.