Sobreira com uma volta só de vitórias

Já com a segunda volta do Campeonato PLACARD iniciada, fecham-se as primeiras voltas dos outros campeonatos nacionais. Na Sobreira, concelho de Paredes, mora a única equipa com uma volta totalmente vitoriosa, com aposta clara na subida.

Sobreira com uma volta só de vitórias
Foto de capa: Casa do Povo da Sobreira

Diz a Casa do Povo de Sobreira que é um "berço de campeões", epíteto justificado recentemente, por exemplo, com Bernardo Mendes ou Carlos Ramos, que ali iniciaram a sua carreira e, tendo rumado ao Valongo, se sagraram campeões do Mundo de Sub-20 em 2019. Agora estão ligados, respectivamente, a Benfica e Porto, os dois mais titulados clubes portugueses.

Bernardo Mendes, Carlos Ramos ("Carlitos") ou o tão em voga Rafa Bessa são três dos jogadores que despontaram no Sobreira.

Mas, mais do que recordar aqueles que ali começaram ou por ali passaram, o Sobreira trabalha para ser notado por mérito próprio, e será a única equipa dos diferentes campeonatos nacionais, num total de sete séries (Campeonato PLACARD, duas zonas da II Divisão e quatro zonas da III Divisão), a terminar a respectiva primeira volta só com vitórias.

Grândola e Criar-T também terminaram a primeira volta da Zona Sul B sem derrotas, mas com dois e três empates, respectivamente.

Na Zona Norte da II Divisão, a Juventude Pacense soma 10 vitórias e dois empates e também pode fechar a primeira volta sem o amargo sabor da derrota, mas o derradeiro desafio é na pista da também candidata à subida Sanjoanense, 2ª classificada.

13 jogos, 13 vitórias

Na Zona Norte B da III Divisão, o Sobreira terminou a primeira volta com 13 vitórias em outros tantos jogos, recebendo, no arranque da segunda volta, o Gulpilhares no dia 28.

A equipa que faz do Pavilhão Ernesto Silva a sua casa lidera com seis pontos de vantagem sobre a equipa "B" da Oliveirense, com um saldo de 90 golos marcados, um máximo a nível nacional, e 35 sofridos.

Para além de ser a única equipa com um registo 100% vitorioso, o Sobreira é o ataque mais profícuo dos diferentes campeonatos, com 90 golos marcados. Cerca de sete por jogo.

Numa caminhada que começou num intenso mês de Outubro, com seis jogos, o Sobreira não somou qualquer triunfo tangencial, acabando a vitória mais "curta" por ser frente ao actual segundo classificado, por 3-1, na penúltima jornada desta primeira volta. Por outro, lado, a vitória mais dilatada foi sobre outra equipa "B", da Académica de Espinho, por 10-1, igualando o máximo de 10 golos já conseguido frente a'Os Águias (10-5).

Apontados à subida

O Sobreira viveu um conto de fadas em 2012, tornando-se a primeira equipa do concelho de Paredes a chegar à II Divisão. E logo num ano em que Paredes recebeu o Campeonato da Europa, quando o concelho ainda não "monopolizava" provas europeias no Multiusos...

Na primeira temporada no escalão secundário, o Sobreira ficou num honroso 7º lugar, mas não se conseguiria consolidar. Na época seguinte não foi além do 13º (entre 16 equipas) e acabaria relegado, de volta à III Divisão, em 2014.

Não conseguindo voltar a subir, a desastrosa temporada de 2020/21, sem qualquer vitória em 18 jogos (o melhor foram quatro empates), ditaria o fim da equipa sénior. Mas o regresso não tardaria.

Sem equipa sénior na pretérita temporada, um projecto ambicioso chamou de volta Diogo Pereira, o técnico obreiro da subida em 2012.

Com um projecto ambicioso no ano do seu 81º aniversário, mas ainda nas celebrações do 80º, o Sobreira chamou de volta o técnico Diogo Pereira, obreiro da subida do Sobreira em 2012, mas também das promoções de Riba d'Ave à I Divisão em 2016 e do Paredes à II Divisão em 2020.

Diogo Pereira chegara ao rival concelhio em 2018, com o desafio semelhante de começar uma equipa sénior do zero, logrando a subida em dois anos. Agora, no Sobreira onde começou como treinador, nunca escondeu o objectivo de promoção logo no primeiro ano.

Num plantel sempre com "espaço" para mais um jovem nas fichas de jogo, dos Sub-19 foram desde logo chamados Leonardo Moreira e o guarda-redes Pedro Ferreira. João Coelho, Joãozinho, regressou a casa depois de ter representado o Fânzeres na pretérita temporada. Também "da casa", Vitor Hugo Moreira chegou da Juventude Pacense para marcar golos. Muitos. São já 33 do melhor marcador da equipa.

Vítor Hugo Moreira, de 30 anos, é o melhor marcador do Sobreira no campeonato, com 33 golos.

Vitor Hugo Moreira foi um dos jogadores a sair nos últimos anos do Sobreira para os escalões de formação do Valongo, e agora o Sobreira aposta em vários jogadores com passado nos valonguenses.

Bruno Moreira (ex-Marítimo SC), Guilherme Poças (ex-Fânzeres), Tiago Pimenta (ex-Paredes), Tó Cruz (ex-Maia) e o guarda-redes Alexandre Costa (ex-Juventude Pacense) representaram todos o Valongo e compõem um plantel fortíssimo para a III Divisão. Só por culpa própria falhará a planeada subida.

"Pecado" na Taça

A imaculada temporada do Sobreira no Campeonato Nacional da III Divisão ficaria "manchada" pelo afastamento da Taça de Portugal nos 32-avos-de-final.

Os sobreirenses passaram a pré-eliminatória a Norte ao vencer na pista do Fânzeres por 6-8, mas caíram na ronda seguinte frente à Física, da II Divisão. Resistiram, no entanto, atá ao prolongamento.

O Sobreira esteve a vencer por 5-2 já na segunda parte, mas deixou a vantagem escapar. Voltaria a estar na frente, por 6-5, no prologamento, mas, mais uma vez, a equipa de Torres Vedras faria valer o seu estatuto para virar o resultado.

Partilhe

Facebook Twitter AddToAny
Outros artigos do dia
Arrancam as quintas-feiras de 'Champions'

Arrancam as quintas-feiras de 'Champions'

Esta quinta-feira arranca a fase de grupos da Liga dos Campeões, a mais importante prova de clubes. Num mar agora repleto de tubarões, o Trissino inicia a defesa do título no Dragão Arena, com o Porto desfalcado de três jogadores castigados.