Tomar vence Óquei de Barcelos no fecho da 16ª jornada

O Tomar infligiu a terceira derrota no Campeonato PLACARD ao Óquei de Barcelos, vencendo por 3-1 no fecho da 16ª jornada. António Marante 'fechou' a porta e Pedro Martins bisou num triunfo nabantino que, no campeonato, não acontecia desde 2017.

Tomar vence Óquei de Barcelos no fecho da 16ª jornada

No fecho da 16ª jornada, o Tomar recebeu e venceu o Óquei de Barcelos por 3-1.

Vindo de duas derrotas, o Tomar, mesmo com os castigados Nuno Lopes e Tomás Moreira de regresso, tinha no Óquei de Barcelos um difícil adversário na busca de um regresso aos triunfos. Não vencendo os barcelenses desde 2017 e com a equipa de Paulo Freitas a procurar não descolar do grupo de perseguidores ao "camisola amarela" Benfica, o Tomar entrou a dividir o jogo.

Aos sete minutos, Alvarinho dispôs de um livre directo, numa primeira soberana oportunidade para desfeitear António Marante, mas o jovem guarda-redes nabantino negou-lhe o golo e embalava para (mais) uma exibição seguríssima. A seis minutos do intervalo, sem oposição, da quina da área, Miguel Rocha rematou forte para o tento inaugural, adiantando os visitantes, mas essa acabaria por ser a única mácula no registo de Marante.

Na segunda parte, o Tomar virou o jogo. Aos três minutos e meio, Tomás Moreira assistiu Pedro Martins no coração da área para a igualdade. E, menos de três minutos depois, o próprio Tomás, após azul a Miguel Vieira, não conseguiu bater Conti Acevedo de livre directo, mas marcaria na recarga.

O Óquei de Barcelos ainda só perdera com Sporting e Valongo. Os tomarenses também já tinham feito uma "desfeita" ao Valongo, que, antes da visita à cidade templária, só tinha perdido com os "três grandes".

Em desvantagem, o Óquei de Barcelos procurou de todas as formas a igualdade. A 10 minutos do final, sem Dario Gimenèz (lesionado), Alvarinho voltou a ficar frente-a-frente com Marante em novo livre directo, mas o guardião voltaria a ganhar o duelo. Os barcelenses também não aproveitaram a superioridade numérica e veriam mesmo, quando o cinco tomarense voltou a ficar completo, Tato Ferruccio isolar-se... mas o compatriota Conti negou-lhe o golo.

Com o Óquei de Barcelos a somar faltas na necessária pressão, o guardião campeão do Mundo manteria as esperanças de Paulo Freitas vivas ao defender o livre directo de Tomás Pereira na 10ª falta a minuto e meio do final, mas, logo na jogada seguinte, Pedro Martins isolou-se e bisou para o 3-1. Por palavras, Danilo Rampulla viu o azul e, com menos um até ao derradeiro apito, não foi possível evitar a derrota.

O desaire barcelense foi apenas o terceiro no Campeonato PLACARD, depois de duas derrotas, ambas tangenciais, com Sporting (3-2) e Valongo (2-1). Agora, o Óquei de Barcelos (35 pontos) deixa "fugir" Sporting e Porto (38) na perseguição ao líder Benfica (42).

O Tomar consolida o seu 7º lugar com 23 pontos, "longe" quer do 6º, a Oliveirense com 30, quer do 8º, o Famalicense com 17.

16ª jornada

Sporting 6-5 Paço de Arcos • 4.Fev

Murches 3-2 Famalicense • 4.Fev

Riba d'Ave 3-2 Juventude de Viana • 4.Fev

Porto 5-4 Valongo • 4.Fev

Benfica 5-1 Braga • 4.Fev

• Parede 2-4 Oliveirense • 4.Fev

Tomar 3-1 Óquei de Barcelos • 5.Fev

Classificação

= 1º Benfica (42), 2º Sporting (38), 3º Porto (38), 4º Óquei de Barcelos (35), 5º Valongo (33), 6º Oliveirense (30), 7º Tomar (23), 8º Famalicense (17), 9º Riba d'Ave (16), 10º Braga (14), 11º Parede (13), 12º Murches (11), 13º Paço de Arcos (9), 14º Juventude de Viana (7)

AMGRoller

Partilhe

Facebook Twitter AddToAny
Outros artigos do dia
Benfica dá passo de gigante para a vitória no grupo

Benfica dá passo de gigante para a vitória no grupo

O Benfica venceu as catalãs do Cerdanyola por 8-2, com a chilena Cata Flores em destaque ao assinar um poker. As águias estão em excelente posição para garantir o 1º lugar do grupo, evitando as multicampeãs do Gijón nos quartos-de-final.

«Foi vergonhoso!»

«Foi vergonhoso!»

A Juventude de Viana emitiu um comunicado a manifestar o 'seu desagrado face às arbitragens que têm agido em critérios diferenciados', acusando mesmo as equipas de arbitragem de dirigirem 'palavras inapropriadas' à equipa.

Benfica mantém distância para perseguidores

Benfica mantém distância para perseguidores

O Benfica venceu na recepção ao Braga e manteve a distância no topo da classificação para Sporting e Porto, que venceram tangencialmente Paço de Arcos e Valongo. Na luta pela manutenção, destaque para o triunfo do Murches.