Dois dias em missões distintas

A 19ª jornada do Campeonato Placard é mais uma 'partida' em função da participação lusa na Liga dos Campeões. Sábado, a luta é pela manutenção, e domingo - com jogos maiores em Barcelos e e Oliveira de Azeméis - pelos lugares de topo.

Dois dias em missões distintas

A 19ª jornada disputa-se este fim-de-semana, com três jogos ao sábado e quatro ao domingo, em virtude da participação de seis equipas - as seis mais bem classificadas - na Liga dos Campeões. Entre os dois dias, é possível estabelecer, no sempre objectivo da vitória a cada jogo, propósitos finais bem distintos.

Este sábado, as contas são fundamentalmente as dos quatro últimos da tabela. Em Viana do Castelo, em dia de Assembleia-Geral electiva, a Juventude de Viana, lanterna-vermelha com sete pontos, recebe o Parede. Os rubro-negros somam 14 pontos e são a primeira equipa acima da linha de água, mas em igualdade pontual com o Murches, primeira na zona de descida.

O Murches também joga no Minho, na sempre difícil pista do Parque das Tílias, onde mora um Riba d'Ave com uns confortáveis 20 pontos que, inclusivamente, lhe valeriam um histórico lugar no play-off caso a fase regular terminasse agora.

Também abaixo da linha de água, com nove pontos, o Paço de Arcos recebe o Tomar, actual 7º classificado, procurando uma vitória caseira que esta época só conseguiu por uma vez, frente à Juventude de Viana. Os tomarenses, a seis pontos do lugar acima e sete do lugar abaixo, procurarão consolidar definitivamente o seu lugar na fase a eliminar, na expectativa de poderem ganhar pontos à Oliveirense, protagonista de um dos jogos maiores de domingo.

Pelo melhor lugar possível

Esta 19ª jornada foi a que se convencionou em tempos de pandemia como suficiente para haver vinculação de título e descidas. Agora, já não se espera nenhum cancelamento de provas, e a luta pelo melhor lugar possível para o play-off será certamente ao rubro até à derradeira jornada.

Para já, o Benfica segue confortável na liderança, com 48 pontos, mais sete que o Sporting, tendo no entanto os leões um jogo em atraso. Nesta ronda, as águias jogam em Famalicão, onde o Porto deixou pontos no último duelo. Na expectativa de um deslize encarnado, há dois jogos maiores.

Num grande Clássico da modalidade em Portugal, o Porto joga em Barcelos, onde, agora com as bancadas preenchidas com cadeiras, há curiosidade para ver as restrições policiais de mais um jogo de risco elevado. Na pista, com João Duarte e Miguel Guilherme no apito depois de terem estado no "dérbi capital" da Taça, as equipas apresentar-se-ão com "bagagens" bem distintas.

Nesta segunda volta, os dragões só venceram uma das cinco partidas realizadas, mas vêm agora de duas vitórias consecutivas, para Taça de Portugal e Liga dos Campeões, e procuram confirmar a subida dos índices de confiança num palco que lhes é tradicionalmente adverso: nas últimas sete deslocações a Barcelos em fases regulares, o Porto só por uma vez venceu.

Esta época, os barcelenses somam oito vitórias e apenas um empate (na recepção à Oliveirense) no seu reduto, mas vêm de uma surpreendente derrota na recepção aos franceses do Saint-Omer, inédita no contexto da Liga Europeia.

Em Oliveira de Azeméis acontece outro jogo grande. A Oliveirense, que não começou a prova da melhor maneira, vinha numa série de nove jogos sem derrotas quando foi parada - já em igualdade pontual com o Valongo, 5º classificado - pelo Benfica na última ronda. Agora, na visita Sporting, a equipa de Paulo Pereira procurará retomar a colheita de pontos, mas os leões têm um registo que fala por si, com apenas duas derrotas na prova e ambas frente ao actual líder.

Entre Oliveirense e Sporting no Dr. Salvador Machado há equilíbrio total na última mão cheia de resultados. Empates em 2017/18, 2018/19 e 2021/22, uma vitória leonina em 2019/20 e uma vitória oliveirense em 2020/21.

Apanhado pela Oliveirense na classificação depois de três derrotas no ciclo dos "três grandes" (como já acontecera na primeira volta), o Valongo aponta a repetir (ou melhorar) o brilhante trajecto que se seguiu, com apenas uma derrota num mar de vitórias até ao final da primeira volta.

19ª Jornada

• Paço de Arcos vs. Tomar • 25.Fev, 18h • Rui Torres e Jorge Machado

• Riba d'Ave vs. Murches • 25.Fev, 18h30 • Paulo Almeida e Porfírio Fernandes

• Juventude de Viana vs. Parede • 25.Fev, 21h • Rui Leitão e Sílvia Coelho

• Oliveirense vs. Sporting • 26.Fev, 15h • Pedro Figueiredo e Pedro Miguel Sousa

• Óquei de Barcelos vs. Porto • 26.Fev, 16h • João Duarte e Miguel Guilherme

• Famalicense vs. Benfica • 26.Fev, 16h30 • Rui Leitão e Miguel Azevedo

• Valongo vs. Braga • 26.Fev, 18h30 • Pedro Silva e Manuel Fernandes

Classificação

= 1º Benfica (48), 2º Sporting* (41), 3º Óquei de Barcelos (41), 4º Porto (39), 5º Valongo (33), 6º Oliveirense (33), 7º Tomar (27), 8º Riba d'Ave (20), 9º Famalicense (19), 10º Braga* (17), 11º Parede (14), 12º Murches (14), 13º Paço de Arcos (9), 14º Juventude de Viana (7)

*menos um jogo

AMGRoller

Partilhe

Facebook Twitter AddToAny
Outros artigos do dia
Primeiro Europeu de Sub-23 oficializado com cinco selecções

Primeiro Europeu de Sub-23 oficializado com cinco selecções

A menos de 40 dias da data prevista para o início do primeiro Europeu de Sub-23, a WSE-RH anunciou enfim palco, selecções e calendário da competição. Portugal, Espanha, Itália, Suíça e Inglaterra competirão de 4 a 8 de Abril em Paredes.

Abertura de processos anunciada, Benfica aguarda decisões

Abertura de processos anunciada, Benfica aguarda decisões

A FPP publicou, enfim, esta sexta-feira no seu site a abertura dos processos disciplinares 19 e 27, relativos respectivamente às eventuais ofensas a Nicolia no Dragão Arena e à suposta agressão a Ordoñez no João Rocha.

Sorteado último passo antes da Final Four

Sorteado último passo antes da Final Four

O sorteio dos quartos-de-final da Taça de Portugal, só com equipas do Campeonato Placard, ditou Sporting, Óquei de Barcelos, Porto e Tomar a jogar em casa, recebendo equipas piores classificadas. Os vencedores avançam para a Final Four.