Barcelona passa Óquei de Barcelos

O Barcelona, recordista de triunfos na mais importante prova europeia de clubes, precisou de prolongamento para afastar um estoico Óquei de Barcelos. Três golos de João Rodrigues foram decisivos para colocar os blaugrana no caminho do Porto.

Barcelona passa Óquei de Barcelos

O Porto venceu o Benfica e ficou à espera de adversário para a primeira meia-final da Final Eight que decorre em Viana do Castelo. E teve de esperar mais que os regulamentares 50 minutos. O Barcelona venceu o Óquei de Barcelos por 5-3, mas foi necessário prolongamento para desequilibrar, definitivamente, o marcador.

Apesar de um jogo mais vivo que o anterior, com as equipas a procurarem mais a baliza adversária, a primeira parte não teve golos. O Barcelona foi mais perigoso, com Conti Acevedo sempre bem entre os postes, mesmo quando teve um duelo de grande penalidade, a cinco minutos do intervalo, com João Rodrigues.

Na etapa complementar, vieram os golos. Em contra-golpe, Hélder Nunes - com os primeiros anos de formação no Óquei de Barcelos - serviu Pau Bargalló para o tento inaugural aos cinco minutos. Mas, logo na resposta, Alvarinho repôs a igualdade. Insistiu a equipa de Edu Castro e, menos de quatro minutos volvidos, João Rodrigues assinava o seu primeiro golo no jogo.

Sem se deixar novamente surpreender na resposta, o Barcelona segurava a vantagem conseguida a pouco menos de 17 minutos do final, defendendo bem e até criando oportunidades para ampliar, sempre negadas pelo campeão do Mundo Conti.

A sete minutos do fim dos regulamentares 50, Paulo Freitas lançou Dario Gimènez, ainda a recuperar de lesão, como o derradeiro trunfo para procurar a igualdade. No entanto, os barcelenses, mesmo empurradas por uma extraordinária e incansável massa adepta, tinham dificuldades em surgir com perigo na zona mais próxima de Sergi Fernandez.

Foi de longe que surgiu o empate. Quando restavam pouco mais de três minutos, Miguel Vieira rematou do círculo central, um pouco para lá da (imaginária) linha divisória, fazendo "explodir" o público nas bancadas. O Óquei de Barcelos, vencedor da prova em 1991, obrigava o Barcelona, detentor de 22 troféus, 12 deles depois desse mágico ano de 1991, a tempo extra.

Na primeira parte do prolongamento, houve mais Barça, mas sem real perigo. Na segunda, os blaugrana fizeram por evitar a decisão por grandes penalidades. Logo no primeiro minuto, João Rodrigues, sempre oportuno, fez o 3-2. Entre argentinos, um passe açucarado de Giménez para Rampulla valeu nova igualdade apenas um minuto volvido.

Voltaria a ser eficaz João Rodrigues, voltando a desfeitear Conti com pouco mais de um minuto para jogar, obrigando Paulo Freitas - campeão como jogador pelo Porto e como treinador pelo Sporting (duas vezes) - a recorrer ao "cinco para quatro". Mas, como no jogo anterior, a aposta mostrou ser, cada vez mais, de risco. A bola chegou a Hélder Nunes, que remataria para o fundo das redes adversárias para um 5-3 que, a 14 segundos do fim, era impossível de anular.

O Barcelona segue assim em busca do seu 23º título europeu, tendo vencido pela última vez em 2018, no Dragão Arena, frente ao anfitrião Porto. Depois dessa Final Four, o Barcelona voltou a encontrar os dragões nas "meias". tal como acontecerá agora, em 2019. Caiu nas grandes penalidades.

A meia-final entre Porto e Barcelona está agendada para sábado, às 15h. Esta sexta-feira, conhecer-se-á a outra meia-final.

Quartos-de-final

• QF1 • Benfica 2-4 Porto • 4.Mai

• QF2 • Barcelona 5-3 Óquei de Barcelos (2-2, 3-1 prol) • 4.Mai

• QF3 • Trissino vs. Oliveirense • 5.Mai, 18h

• QF4 • Sporting vs. Valongo • 5.Mai, 21h

Meias-finais

• MF1 • Porto vs. Barcelona • 6.Mai, 15h

• MF2 • Vencedor QF3 vs. Vencedor QF4 • 6.Mai, 18h

Final

Vencedor MF1 vs. Vencedor MF2 • 7.Mai, 15h

Partilhe

Facebook Twitter AddToAny
Outros artigos do dia
Porto vence (outra vez) Benfica de poucas soluções

Porto vence (outra vez) Benfica de poucas soluções

No quinto encontro entre águias e dragões esta época, o Porto levou a melhor pela quarta vez e está nas meias-finais da Liga dos Campeões. A equipa de Ricardo Ares defrontará sábado o Barcelona, na reedição da meia-final de 2019.