Justiça, um bocadinho que vai faltando e um jogo sem casos

As análises convergiram numa decisão de Supertaça que não teve casos, com os intervenientes a facilitarem a tarefa da arbitragem. Um Benfica mais eficaz e mais competente venceu sobre um Tomar longe do seu melhor na primeira parte.

Justiça, um bocadinho que vai faltando e um jogo sem casos

A decisão da Supertaça António Livramento sorriu ao Benfica num jogo sem casos, em que o Tomar esteve um pouco aquém das expectativas na primeira parte e em que as águias estiveram tacticamente acertadas e com intensidade para anular as armas do adversário.

A resumida análise que cabe num parágrafo foi unânime entre Nuno Lopes, Filipe Almeida e Nuno Resende, que subiram à sala de imprensa para o rescaldo do troféu.

Nuno Lopes lamentou um Tomar que foi diferente do habitual na primeira parte, faltando um "bocadinho" para lutar recorrentemente por títulos. Mas elogiou a postura da sua equipa na etapa complementar.

O 2-2 esteve perto, mas não surgiria, e o 3-1 para o Benfica acabaria por ser fatal. Também o sub-capitão Filipe Almeida distinguiu as duas metades do jogo, entre a pressão e intensidade das águias à entrada da primeira e a pressão e intensidade da equipa leonina à entrada da segunda.

Nuno Resende frisou a justiça do triunfo, ainda que aceitasse que o resultado final pudesse ser esbatido num 4-2. O técnico encarnado destacou o trabalho da sua equipa, no 16º consecutivo de "mata-mata", ainda que os de play-off não fossem (directamente) a eliminar. Foi um jogo nos quartos-de-final da Liga dos Campeões, dois nos quartos-de-final do play-off, mais cinco nas meias-finais e quatro na final.

Após as férias, mais três jogos na Elite Cup e agora este da Supertaça, para um saldo de 12 vitórias e quatro derrotas, sendo que apenas uma delas, na "Champions" foi comprometedora. Num outro saldo, foram três títulos em quatro possíveis.

Também unânime foi o elogio ao trabalho da dupla de arbitragem. Nuno Lopes sublinhou que os jogadores estiveram em pista apenas para jogar Hóquei e tal facilitou o trabalho de Joaquim Pinto e Fernando Vasconcelos.

Pelo Sistema de Revisão Vídeo, não se deu. A exibição segura e confiante dos "Árbitro do Ano" de 2022 e 2023 não mereceu qualquer revisão, para um rescaldo bem díspar dos jogos de uma semana antes, com críticas particularmente contundentes de Ricardo Ares, treinador de um Porto afastado pelo Tomar nos quartos-de-final, e de Edo Bosch, novel timoneiro de uma Oliveirense eliminada pelo Benfica na meia-final.

"Ganhou o Hóquei em Patins", enfatizou Nuno Resende sobre a partida, que teve uma arbitragem sem casos.

Nuno Resende, percebendo a necessidade de lançar outros árbitros na Elite Cup, destacou a qualidade da dupla nomeada para esta Supertaça. "Nestas situações de alto nível, têm de estar os mais competentes", afirmou, com "claramente um dos melhores árbitros dos últimos anos e que vai ser sempre", Joaquim Pinto, e "um que foi o melhor árbitro do Campeonato Nacional", Fernando Vasconcelos.

Para Vasconcelos, acabou por ser um outro reconhecimento à margem do galardão de "Árbitro do Ano", dado que na última partida oficial que arbitrara entre equipas do Campeonato Placard [um atribulado jogo 3 da final do play-off entre Benfica e Sporting], o técnico encarnado referira que a dupla, com Rui Leitão, poderia ainda não estar preparada para jogos de alto nível. Note-se, no entanto, que essa foi uma opinião generalizada, tendo-se estranhado na altura uma nomeação sem nenhuma das figuras "maiores" (ou mais recorrentes) da arbitragem.

AMGRoller

Partilhe

Facebook Twitter AddToAny
Outros artigos do dia
Grupos da Eurockey Cup de Sub-17 sorteados

Grupos da Eurockey Cup de Sub-17 sorteados

A Eurockey Cup, o mais importante torneio jovem europeu de clubes, já tem definidos os grupos para a competição de Sub-17. Oliveirense, detentora do troféu, e Valongo, Benfica e Sporting, pódio do último campeonato português, estão presentes.

Trissino em vantagem na Supercoppa

Trissino em vantagem na Supercoppa

Dominador na última temporada, o Trissino inicia uma nova era com Tiago Sousa ao leme. Para já, na Supertaça, disputada a duas mãos, garantiu em Lodi uma vantagem de um golo para a decisão em casa. Jordi Mendez assinou um hat-trick.