Champions Feminina arranca este sábado

Arranca este sábado a fase de grupos da Champions Women, competição europeia feminina em que o Benfica volta a tentar opôr-se ao domínio espanhol. Com Europeu pelo meio, a Stuart só entra em pista em Janeiro.

Champions Feminina arranca este sábado

Arranca este sábado a Champions Women, a Liga dos Campeões no feminino.

Em 16 edições concluídas, 15 troféus ficaram em Espanha, e apenas um, em 2015, "escapou", acabando no Museu Cosme Damião. Desde aí que o Benfica, dominador em Portugal, procura nova conquista europeia.

Gijón e Voltregà são os mais titulados, dividindo irmãmente 12 dos 15 títulos espanhóis. Alcorcón, vencedor em 2014, e Palau, campeão em 2021 e 2022, somam os outros títulos do país vizinho. Gijón e Palau estão na corrida ao título deste ano, tal como as águias, possivelmente fechando-se o lote de principais favoritos com o Vila-Sana, finalista vencido na última edição.

A fase de grupos, à semelhança do ano passado, compreende quatro grupos, cada um com três equipas que se defrontam ao longo de seis jornadas. Na presente edição, o Campeonato da Europa de Seniores Femininos intromete-se no calendário em Dezembro e, depois da ronda inaugural este sábado, a segunda ronda só será disputada já em 2024.

A segunda ronda marcará a entrada em prova da Stuart, de Tânia Freire ("Pulga"), que integra o grupo D com um favorito Palau, mas também um (teoricamente) acessível Vordemwald. Já o Benfica, com a sua primeira partida este sábado, concorre no Grupo A com os catalães do Fraga, o primeiro adversário, e do Vila-Sana, carrasco nas meias-finais na última edição.

Para esta temporada, o Benfica - abdicando da chilena Maca Ramos, que fica na História da secção - garantiu as internacionais Sofia Moncóvio (ex-Sporting) e Elena Tamiozzo (ex-Valdagno), alargando qualitativamente as escolhas de Paulo Almeida. Conquistada a Elite Cup e a Supertaça, o primeiro teste europeu do Benfica é em Fraga, num reencontro com Aina Arxé, jogadora das encarnadas na temporada de 2018/19.

O Fraga, com oito jogos realizados, soma 15 pontos, fruto de quatro vitórias, três empates e apenas uma derrota, na casa do campeão Gijón - da portuguesa Ana Catarina Ferreira - e por tangencial 1-0.

Nesta jornada inaugural, Gijón e Coruña, que recebem Remscheid e Coutras, e Palau, que joga em Vordemwald, são claros favoritos à conquista dos primeiros três pontos.

Como no masculino, contas feitas às seis jornadas, os dois mais bem classificados de cada grupo avançam para os quartos-de-final.

Grupo A

• Fraga vs. Benfica • 11.Nov, 19h30

• Benfica vs. Vila-Sana • 13.Jan

• Vila-Sana vs. Fraga • 27.Jan, 19h

• Fraga vs. Vila-Sana • 10.Fev, 19h30

• Vila-Sana vs. Benfica • 24.Fev, 19h

• Benfica vs. Fraga • 9.Mar

Grupo B

• Gijón vs. Remscheid • 11.Nov, 17h

• Remscheid vs. Roller Matera • 13.Jan, 14h

• Roller Matera vs. Gijón • 27.Jan, 19h30

• Gijón vs. Roller Matera • 10.Fev, 19h15

• Roller Matera vs. Remscheid • 24.Fev, 19h30

• Remscheid vs. Gijón • 9.Mar, 16h

Grupo C

• Coruña vs. Coutras • 11.Nov, 17h

• Coutras vs. Manlleu • 13.Jan

• Manlleu vs. Coruña • 27.Jan, 17h

• Coruña vs. Manlleu • 10.Fev, 17h

• Manlleu vs. Coutras • 24.Fev, 17h

• Coutras vs. Coruña • 9.Mar

Grupo D

• Vordemwald vs. Palau • 11.Nov, 21h

• Palau vs. Stuart • 13.Jan, 20h

• Stuart vs. Vordemwald • 27.Jan, 19h30

• Vordemwald vs. Stuart • 10.Fev, 18h

• Stuart vs. Palau • 24.Fev, 19h30

• Palau vs. Vordemwald • 9.Mar, 20h

Quartos-de-final (duas mãos)

• QF1 • 2º Grupo B vs. 1º Grupo A • 23.Mar e 6.Abr

• QF2 • 2º Grupo D vs. 1º Grupo C • 23.Mar e 6.Abr

• QF3 • 2º Grupo A vs. 1º Grupo B • 23.Mar e 6.Abr

• QF4 • 2º Grupo C vs. 1º Grupo D • 23.Mar e 6.Abr

Meias-finais

• MF1 • Vencedor QF1 vs. Vencedor QF2 • 27.Abr

• MF2 • Vencedor QF3 vs. Vencedor QF4 • 27.Abr

Final

Vencedor MF1 vs. Vencedor MF2 • 28.Abr

Horários dos jogos na hora local.

AMGRoller

Partilhe

Facebook Twitter AddToAny
Outros artigos do dia
Oliveirense com vitória de mão cheia no Dragão

Oliveirense com vitória de mão cheia no Dragão

A Oliveirense venceu o Porto no Dragão Arena por 0-5, logrando uma vitória para o campeonato como visitante que não lograva há 25 anos. Xano, entre os postes, e Martínez, com um hat-trick, destacaram-se. Valongo e Óquei de Barcelos empataram.

O profissionalismo (e o dinheiro) de Portugal a marcar diferenças

O profissionalismo (e o dinheiro) de Portugal a marcar diferenças

No rescaldo da derrota frente ao Tomar e do afastamento da Champions, Pere Varias, treinador do Noia, não se esquivou a pôr na balança as actuais realidades portuguesa e espanhola: a possibilidade de profissionalismo faz toda a diferença.