Porto apanha Oliveirense no topo da classificação

O Porto venceu em Oliveira de Azeméis e alcançou a Oliveirense no topo da classificação do Campeonato Placard. Sporting, a correr atrás do prejuízo de uma inusitada primeira parte, e Benfica venceram fora de casa.

Porto apanha Oliveirense no topo da classificação

Oliveirense e Porto chegaram à 20ª jornada separados por três pontos nos dois primeiros lugares da classificação e saem em igualdade pontual para as derradeiras seis jornadas. Num jogo de alternâncias no marcador, os dragões venceram por 4-5 em Oliveira de Azeméis.

Com um percurso em 2024 praticamente irrepreensível (sete vitórias e um empate), o Porto foi aproximando-se pé-ante-pé do topo da classificação e, este sábado, até marcou os cinco golos que precisava para ser líder. Mas sofreu quatro, o que - apesar da igualdade pontual - mantém a Oliveirense no 1º lugar, pelo confronto directo.

A equipa de Ricardo Ares foi quase sempre mais mandona. Os de Edo Bosch adiantaram-se, aos seis minutos, por Xavi Cardoso, mas Carlo Di Benedetto igualou, ainda não estavam cumpridos 10.

Num dos já inúmeros regressos ao Salvador Machado depois daquela ter sido a sua casa entre 2012 e 2015, Gonçalo Alves desequilibrou o marcador a favor dos dragões a três minutos do intervalo. Lucas Martinez, mal começara a etapa complementar, repôs a igualdade, que se manteria após golos de Gonçalo - numa acção individual merecedora de estar em qualquer compilação de "highlights" - e Marc Torra para os 22 minutos finais.

O Porto, a fazer mais pela vitória, chegaria à 10ª falta aos 11 minutos, e Lucas Martínez não perdoou, desfeiteando Malián. A Oliveirense estava de novo na frente do marcador, mas a vantagem não duraria. Como na primeira vantagem, Carlo Di Benedetto fez a desfeita ao anfitrião e assinou o 4-4 que deixava tudo em aberto.

Já nos três minutos finais, pouco depois de um desconto de tempo pedido por Ares, Gonçalo Alves, em insistência pela esquerda colocava pela terceira vez o Porto na dianteira, desta vez definitivamente, ainda que a Oliveirense tentasse tudo para o evitar.

Depois de ter andado muitas jornadas a par do Sporting na frente do Campeonato Placard, a Oliveirense volta a ter companhia e, depois de derrotas com águias e dragões, tem, na próxima jornada, teste no João Rocha à sua capacidade para terminar esta fase regular no desejado 1º lugar. Antes, recebe os leões para a Taça de Portugal.

O Sporting, com Alejandro Dominguez em trabalho remoto e sem Ângelo Girão nem João Souto, teve de correr atrás do prejuízo em Murches após ter ido para o intervalo a perder por 4-0. Três golos de rajada no início da segunda parte relançaram a partida e a equipa verde-e-branca somaria uma vitória por 5-8 que a deixa a um ponto da liderança bipartida.

Mais perto do topo, está também o Benfica, que venceu em Turquel por 1-5. Com pouco mais de dois minutos cumpridos, as águias já venciam por 0-3 e evitaram os sobressaltos do rival Sporting, somando a quarta vitória consecutiva na prova. Ainda assim, o 1º lugar ainda está a cinco pontos.

Noutras lutas, o Óquei de Barcelos recebeu e venceu o Valongo por 5-2, tendo estado a vencer desde os dois minutos e meio, quando Miguel Vieira inaugurou o marcador. Miguel Rocha ampliou e Danilo Rampulla fez o 3-1 com que se chegaria ao intervalo, depois de Carlos Ramos ter reduzido.

De novo de livre directo, “Carlitos” assinou um 3-2 que colocava em risco o triunfo barcelense. A nove minutos do fim, o jogador do Valongo, que teve mais uma vez João Lapo ao leme, não aproveitou uma grande penalidade para igualar e tal terá sido o toque a despertar para a equipa da casa. Um minuto volvido, Luís Querido marcava dois golos em poucos segundos contados para consolidar a vantagem.

Na fuga aos lugares de despromoção, o Braga averbou um triunfo importante por 3-6 nos Carvalhos. A equipa de Tó Neves subiu ao 9º lugar, destacando-se de Turquel e Riba d’Ave (que recebe este domingo o Juventude Pacense) e passou Famalicense (joga apenas quarta, em Tomar) e Murches.

O Carvalhos até esteve na frente quando Rúben Sousa virou o marcador depois de Gonçalo Meira ter inaugurado, mas os bracarenses já venciam na ida para o intervalo. Já a perder por 3-5, o lanterna-vermelha não baixava os braços, até que Rúben - que também assinara o terceiro tento - foi expulso por palavras, com pouco mais de dois minutos para jogar. No correspondente livre directo, António Trabulo fechou a contagem.

20ª jornada

• Murches 5-8 Sporting • 9.Mar

• Oliveirense 4-5 Porto • 9.Mar

• Carvalhos 3-6 Braga • 9.Mar

• Turquel 1-5 Benfica • 9.Mar

Óquei de Barcelos 5-2 Valongo • 9.Mar

• Riba d'Ave vs. Juv. Pacense • 10.Mar, 18h

• Tomar vs. Famalicense • 13.Mar, 21h30

Classificação

1º Oliveirense (49), 2º Porto (49), 3º Sporting (48), 4º Benfica (44), 5º Tomar¹ (37), 6º Óquei de Barcelos (34), 7º Valongo (23), 8º Juv. Pacense¹ (22), 9º Braga (20), 10º Murches (19), 11º Famalicense¹ (18), 12º Turquel (17), 13º Riba d'Ave¹ (17), 14º Carvalhos (1)

¹ menos um jogo

AMGRoller Compozito

Partilhe

Facebook Twitter AddToAny
Outros artigos do dia
O Rei vai de blaugrana

O Rei vai de blaugrana

O Barcelona conquistou a Taça do Rei pela 26ª vez, sétima nas últimas oito edições, ao vencer o Sant Just, estreante nestas decisões. João Rodrigues inaugurou o marcador da final da 80ª edição da prova.

Três pontos numa grande segunda volta e à francesa

Três pontos numa grande segunda volta e à francesa

O Riba d'Ave venceu o Juventude Pacense por 3-2 e, na fuga à despromoção, já soma 13 pontos na segunda volta. O internacional francês Remi Herman assinou os três golos dos ribadavenses.

Benfica empata e fica fora dos quartos-de-final

Benfica empata e fica fora dos quartos-de-final

O Benfica não foi além de um empate na recepção ao Fraga e está fora dos quartos-de-final da Champions League Women. A Stuart, já apurada antes desta última jornada, defrontará o Coruña.

Estados Unidos no elenco do Campeonato do Mundo

Estados Unidos no elenco do Campeonato do Mundo

Com uma vitória por 2-3 sobre a anfitriã Colômbia, os Estados Unidos garantiram o bronze no Pan-Americano e uma histórica presença no palco maior do Campeonato do Mundo de Setembro próximo, fechando as oito selecções do 'quadro principal'.

Sant Just e Barcelona na final da Taça do Rei

Sant Just e Barcelona na final da Taça do Rei

A Taça do Rei terá uma final inédita entre o Barcelona, o mais titulado da prova, e um estreante Sant Just, que venceu o anfitrião desta edição e vai somando páginas históricas esta temporada.