Notícia

Espanha vence pela margem mínima

Mar 24, 2016

No jogo que abriu a 28ª edição da Taça Latina, a Espanha - com Pau Bargalló, Ferran Font, Dava Torres e Jordi Burgaya - entrou a pressionar alto, de forma quase sufocante, e obrigou Fabien Savreux a pedir um desconto de tempo ainda não estavam decorridos sete minutos dos 20 da primeira parte. Mas, aos 11, Pau Bargalló surgiu à entrada da área para o 1-0. A França defendia como podia e, com os espanhóis a pecarem na finalização, os gauleses podiam dar-se por satisfeitos com a desvantagem pela margem mínima ao intervalo.

Pau Bargalló abriu e fechou o marcador

Mas na segunda parte, os franceses entraram mais determinados e com maior pendor ofensivo. Libertando-se da pressão adversária começaram a surgir com perigo junto da baliza à guarda de Adrià Català. Mesmo com o segundo tento da Espanha, por Martí Casas aos cinco minutos, não baixaram os braços e foram recompensados. Carlos Di Benedetto bisou no espaço de três minutos e a nove minutos do apito final voltava tudo ao início.

E a França – e Carlo em particular - teve mesmo uma soberana oportunidade para dar a volta ao marcador. A menos de sete minutos do fim, Font viu azul mas o capitão gaulês não conseguiu transformar em golo o respectivo livre directo.

Carlo Di Benedetto restabeleceu a igualdade… mas não chegou

Os franceses surgiam com perigo e acreditaram, pelo menos no empate no fim do tempo regulamentar num jogo que foi apitado pelo português Joaquim Pinto e pelo italiano Filippo Fronte. Mas, com pouco mais de um minuto para jogar, Pau pôs ponto final no que começou com o 3-2 definitivo.

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade