Notícia

Reus passa nos penaltis

Feb 26, 2017

O Reus juntou-se ao Barcelona na final da Copa del Rey, depois de vencer o Vic (também) no desempate por grandes penalidades.

No duelo entre uma equipa de forte pendor ofensivo e outra que privilegia o rigor defensivo, marcou cedo a mais "defensiva". Cristian Rodriguez ainda vinha embalado da partida dos 'quartos' em que marcou dois golos sobre o final do tempo regulamentar e inaugurou o marcador para o Vic aos três minutos. Mas, volvidos dois minutos, Casanovas repôs a igualdade de grande penalidade.

Cristian Rodriguez inaugurou o marcador

Cinco minutos passados na partida e estava tudo como no início.

Com o jogo dividido, o Vic ganhou uma grande penalidade, mas Pedro Henriques começou a mostrar porque é tido como especialista nas bolas paradas, defendendo com o capacete o remate de Bancells. De muito mais longe, aos nove minutos, o guarda-redes português acabaria traído por um desvio para o 2-1 de Mia Ordeig.

Salvat entre três adversários; Minutos mais tarde reclamaria o indesejado prémio de grande azarado desta prova

O Reus foi crescendo na partida - em vantagem, o Vic também "baixou" - mas falhava na finalização, com "culpas" também para a boa exibição de Gerard Camps.

Os golos surgiriam de livre directo. O primeiro a cinco minutos do intervalo, depois de Roger Presas atingir Joan Salvat na cara, partindo-lhe três dentes. O jogador do Vic viu um azul quando muitos pediam o vermelho, mas, se os árbitros perdoaram, Raul Marin não. Transformou este e outro menos de um minuto depois, por novo azul, desta feita a Llorca.

Raul Marin bisou de livre directo

Os 'rojinegros' estavam claramente por cima. Mas Jordi Burgaya, num remate forte à entrada da área, fez o 3-3 com que se recolheu aos balneários.

A etapa complementar não teve golos e ficou marcada por muitas picardias entre os jogadores, não se registando no entanto muitas faltas. A dois minutos do fim, Enrico Mariotti pedia um desconto de tempo com "apenas" nove faltas para o Reus e cinco para o Vic.

À beira da décima falta, o Reus conseguiu levar a partida para prolongamento e até à segunda parte deste sem levar o Vic à marca de livre directo. Mas, a apenas três minutos da decisão por grandes penalidades, "caiu" a indesejada falta. O experiente Mia Ordeig foi chamado, mas não conseguiu bater Pedro Henriques. O português já era herói, mas nos penaltis seria "super".

Pedro Henriques foi herói nas grandes penalidades

O Vic tinha garantido o apuramento para estas "meias" nas grandes penalidades, marcando quatro em quatro. Mas agora tinha pela frente Henriques, que ganhou fama no Benfica noutras duas meias-finais, da Liga Europeia e frente ao Barcelona. Dos cinco que tentaram, só Cristian Rodriguez logrou bater o português. Pelo Reus, Casanovas e Aleix Rodriguez deram vantagem aos "rojinegros", com a vitória e apuramento a serem garantidos na defesa de Pedro ao remate de Burgaya.

Em conferência de imprensa, Enrico Mariotti e Marc Torra fizeram a análise a esta partida e ao desafio da final, frente ao Barcelona.

Esta será a terceira final da temporada para o Reus. Ganhou a Liga Catalana ao Vendrell e perdeu a Supercopa para o Liceo.

A final da Copa del Rey está agendada para as 12h30 locais, menos uma em Portugal continental.

Provas relacionadas

Copa del Rey
Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade