Diário

Hóquei Diário / 30 de Abril de 2018

Apr 30, 2018

Fotos: Isaac Navarra, para HóqueiPT

Lleida vence nas grandes penalidades

O Lleida tornou-se este domingo o 26º vencedor da Taça CERS em 38 edições da prova ao vencer o Óquei de Barcelos, vencedor nas duas últimas edições, por 2-3.

A vitória da equipa organizadora da Final Four surgiu apenas na última grande penalidade do desempate com uma série de cinco para cada equipa.

Antes, no tempo regulamentar, Joca e João Almeida deram uma vantagem de dois golos aos minhotos, que veriam a sua vantagem esfumar-se de bola parada. Andreu Tomás reduziu de grande penalidade e Dario Gimenez igualou de livre directo.

Na "lotaria", Jordi Creus, único jogador do Lleida que contava com uma Taça CERS no seu currículo, apontou a grande penalidade que valeu a vitória final.

Saiba mais: "Lleida Llista Blava, campeão da CERS 2018", por Nando Fontanet

Saiba mais: "Penálti de 'Xixi' vale CERS ao Lleida"

Amatori Vercelli regressa à elite, 17 anos depois

O Amatori Vercelli garantiu este fim-de-semana, num playoff de promoção, o regresso ao principal campeonato italiano, a Legahockey, acompanhando o Sandrigo, "campeão" na divisão secundária.

Com duas vitórias sobre o Cremona (3-4 e 7-3), o Amatori Vercelli regressa ao palco maior do Hóquei em Patins italiano depois da descida em 2001. No ano seguinte, garantiria a subida, mas renunciou, e começou "tudo de novo", na série B (3ª divisão).

Campeão italiano em 1983, 1984 e 1986, o Amatori Vercelli conquistou duas Taças CERS em 1983 e 1988, tendo sido representado por jogadores como Roberto Crudelli, Massimo e Enrico Mariotti, o argentino Daniel Martinazzo ou o icónico Pino Marzella, que esta época voltou ao emblema verde e amarelo - como treinador - para garantir a subida.

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade