Notícia

«Um dia histórico» em mais um passo para o Dia Nacional

May 25, 2018

Foi perante uma sala desfalcada de alguns grupos parlamentares - justificado pelas habituais reuniões de quinta-feira de manhã - que a petição para a instituição do Dia Nacional do Hóquei em Patins foi esta quinta-feira defendida na Assembleia da República.

Na preparação do relatório que servirá para análise e decisão sobre o desfecho do pedido, a Comissão de Cultura, Comunicação, Juventude e Desporto convocou esta reunião com o primeiro peticionário, Pedro Santos, que se faria acompanhar do seleccionador nacional Luís Sénica, do capitão da selecção nacional João Rodrigues, de Ricardo Figueira, campeão do Mundo em 2003, e da co-fundadora do projecto HóqueiPT (que divulgou e suportou tecnicamente a petição), actualmente Assessora de Imprensa da FPP, Marina Alves. O convite foi estendido ao Futebol Clube do Porto, mas um treino agendado para as 15h, numa fase decisiva da época, impossibilitou a presença.

A sessão, cujo audio foi gravado também para análise dos restantes grupos parlamentares, decorreu com os deputados João Pinho de Almeida (CDS-PP) e Joel Sá (PSD) - Jorge Campos (BE), curiosamente nascido em 1947, ano em que Portugal campeão do Mundo, passou fugazmente pela sala -, que não esconderiam a sua ligação afectiva à modalidade. João Pinho de Almeida, de São João da Madeira, é presidente do Conselho Fiscal da Sanjoanense, e enumerou alguns dos pavilhões cheios onde esteve, sempre em partidas da II Divisão. Joel Sá, natural de Barcelos, recordou com emoção a vivência do Mundial de 1982 - realizado precisamente em Barcelos - e como esse evento influenciou e tocou todos os jovens barcelenses.

Sem questões perante as evidências de uma modalidade culturalmente portuguesa expostas por Pedro Santos e Luís Sénica, João Pinho de Almeida e Joel Sá quiseram ir mais além e desde logo inteirarem-se de outras medidas que pudessem ser tomadas ou que interessassem debater noutro fórum, como a questão da violência, transversal ao desporto.

A iniciativa da petição mereceu o elogio de Luís Sénica, um dos 848 peticionários considerados, tal como João Rodrigues e Ricardo Figueira. "É um dia memorável e quem escrever a história do Hóquei em Patins tem de descrever este momento", referiu o seleccionador nacional, vincando a solenidade do momento. "Para mim, é um dia histórico, aconteça aquilo que acontecer no futuro em relação à decisão dos próprios grupos parlamentares", vincou, mostrando-se optimista quanto ao desfecho do processo.

O relatório será agora redigido por João Pinho de Almeida, sendo depois analisado pelos diferentes grupos parlamentares. No entanto, Luís Sénica saiu da reunião com boas sensações sobre a reacção dos deputados à apresentação feita. "Muito positiva. No fundo também eles representam o nosso sentimento pelo Hóquei em Patins e por aquilo que o Hóquei em Patins representa para nós", analisou, confiante que a mensagem será bem passada.

Não havendo prazos definidos, aguardam-se novos desenvolvimentos.

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade