Notícia

«É uma grande farsa» - Calendário do Europeu em causa

Oct 14, 2018

Vídeo: CERS Rink Hockey TV @YouTube

No final do jogo entre a Alemanha e a Inglaterra, que marcou a despedida das duas selecções do Campeonato da Europa de Seniores Femininos que se realizou na Mealhada, o seleccionador inglês quis deixar uma declaração.

José Carlos Amaral, mesmo reconhecendo que possivelmente as suas palavras seriam em vão, puxou da sua senioridade como treinador e seleccionador nacional e questionou a calendarização deste Europeu.

O técnico começou por frisar que, para o Europeu, havia seis dias, equivalente a 144 horas, e a Inglaterra disputou quatro dos seus jogos no espaço de apenas 40 horas, o que complica a gestão de um grupo jovem, com atletas de 15 anos, e que torna a competição… injusta.

José Carlos Amaral, principal dinamizador do Hóquei em Patins em Inglaterra, foi além da defesa do seu grupo, expondo a situação da Alemanha. Sublinhando que o grupo às ordens de Quim Puigvert poderia facilmente lutar pelo terceiro lugar, abordou a derrota das germânicas com as gaulesas por 0-8, naquele que foi um dos três jogos que a Alemanha realizou em 24 horas. “Estamos a brincar?”, questionou.

E o treinador, que já trabalhou com as selecções portuguesas, deixou mesmo uma constatação em tons de ameaça. “Se não viermos, não há competição”, afirmou, referindo-se à necessidade de estarem presentes pelo menos cinco selecções para o Europeu se disputar. E reforçou que as selecções não marcam presença para ajudar as três históricas, mas para competir e que, se as regras permitem um campeonato com este calendário, é injusto…

Com escala em Londres, José Carlos Amaral revelou que iria a caminho de Barcelona este domingo, onde aproveitaria para expor a questão.

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade