Notícia

Tudo é possível... até não haver título

Oct 15, 2018

A decisão sobre o que falta jogar - ou não - na edição deste ano do Campeonato da Europa de Seniores Femininos, que devia ter terminado no passado sábado, ainda poderá demorar.

Apesar do comité europeu ter remetido para uma resposta célere, Fernando Graça, presidente do organismo, contactado esta segunda-feira pela Antena 1, revelou que a questão não será de fácil resolução.

"Nós agora vamos ter que, em função dos regulamentos, fazer uma proposta para aprovação do presidente da confederação, que é quem manda, não é?", explicou. O comité europeu de Hóquei em Patins é parte da agora World Skate Europe (ex-CERS), que é presidida por Fernando Claro, também presidente da Federação de Patinagem de Portugal... em que Fernando Graça é presidente-adjunto.

Visando uma possibilidade de ainda se ir a jogo, Graça adianta que não será simples. "Vai ser difícil encontrar aqui uma posição porque começam os campeonatos. Não foi possível realizar o jogo e portanto estamos aqui numa 'solução sem saída', chamemos-lhe assim", refere, sendo referido pela Antena 1 que a Espanha tinha voo marcado de regresso e já não podia alterar, o que se estranha nos dias de hoje, com ligações diárias a partir de Portugal e dado que Carmelo Paniagua, presidente da federação espanhola, já afirmou - em declarações ao As - que a sua selecção regressou porque não houve qualquer tomada de posição.

No entanto, o regresso à pista não é a única possibilidade. "Mas quais são as possibilidades que estão em cima da mesa? Repetir-se o jogo, retomar-se este minuto e pouco que falta, atribuir-se o título de acordo com o resultado que está? O que é equacionável?", questionou pertinentemente a jornalista da Antena 1. "Todas essas situações, mais uma de não atribuir título, uma vez que o jogo não foi completado...", retorquiu Fernando Graça.

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade