Notícia

A melhor Intercontinental de sempre

Dec 13, 2018

Arranca esta sexta-feira a Taça Intercontinental, na sua segunda edição em Final Four e a primeira com competição feminina em simultâneo.

A única prova mundial de clubes sob a jurisdição do organismo máximo mundial sempre foi o “patinho feio” das provas de clubes, realizada a miúde e com pouco impacto mediático.

Em 2017, no sentido de revitalizar a prova e de lhe dar a importância que merece, foi colocada uma meta ambiciosa: a de colocar na mesma pista quatro campeões continentais.

Com dificuldades competitivas em África e na Ásia/Oceânia, 2017 viu a primeira edição em Final Four, mas com os campeões europeus e sul-americanos de 2017 e 2016, ano que não tinha tido Intercontinental. Em Reus, apenas com competição masculina, o Benfica conquistou o troféu pela segunda vez na sua história, sendo que no historial de vencedores apenas há outro nome português, o do Óquei Clube de Barcelos (vencedor em 1992).

Benfica venceu em Reus, em 2017, a única Intercontinental realizada em Final Four

De resto, até na lista de vencedores esta prova é “diferente”, havendo edições que são “mais ou menos” oficiais, conforme a perspectiva. Segundo a World Skate, em lista publicada após a edição de 2017, a prova realizou-se 17 vezes, com a primeira edição a ter lugar em 1983.

Os blaugrana, tradicionalmente dominadores das competições em que entram, acabam por ser vítimas da irregularidade na realização da prova, e contam “apenas” cinco títulos nas seis vezes que disputaram a prova, apesar de se terem sagrado, desde 1983, 14 vezes campeões continentais, já excluindo a última conquista que vale agora o “passe” para San Juan.

Também com cinco troféus conquistados surge o Liceo, seguindo-se o Benfica com os dois de 2013 e 2017.

De resto, mais nenhuma equipa para além destas três repetiu a conquista. Óquei de Barcelos (1992), Follonica (1997), Vic (2016), Reus (2010) e Unión Vecinal de Trinidad (1985) levantaram o troféu uma vez, sendo de sublinhar a conquista dos argentinos da UVT perdura como a única alcançada por uma equipa de fora do Velho Continente.

A edição de 2018

A edição de 2018 da Taça Intercontinental será, indubitavelmente, a maior e mais imponente de sempre.

Desde logo, porque tem oito equipas envolvidas em duas competições, a tradicional masculina e a estreante feminina. Depois porque se joga no mítico Aldo Cantoni, numa San Juan que é um autêntico viveiro de craques, a cidade que mais Campeonatos do Mundo (cinco) albergou, e apontada por muitos como a Meca do Hóquei em Patins mundial pela paixão como vive o desporto.

Sem representação africana, asiática ou oceânica, a World Skate chamou vencedores e vencidos das finais das duas confederações com mais tradição, a europeia e a sul-americana. Presentes estarão os campeões Barcelona e Leonardo Murialdo (masculinos) e Gijón e Concepción (femininos) e os finalistas vencidos Porto e Concepción (masculinos) e Benfica e Andes Talleres (femininos).

TV

A proposta vencedora de San Juan à organização desta Taça Intercontinental previa desde logo a cobertura televisiva da competição e a cedência do sinal a quem o pretendesse. Estando ainda pendente de confirmação a transmissão via BTV dos jogos da equipa feminina do Benfica, estão já confirmadas as transmissões do jogo entre Porto e Leonardo Murialdo, pelo Porto Canal, a partir das 22h30 de Portugal continental desta sexta-feira, e do jogo entre Barcelona e Concepción, às 0h30 portuguesas, de sexta para sábado.

As transmissões das finais dependem dos intervenientes, mas certa é a transmissão de todo o certame em streaming pela World Skate (www.worldskate.org) e o acompanhamento da prova www.rinkhockey.worldskate.org

Taça Intercontinental – Agenda

*horas locais, mais três horas em Portugal continental

14 de Dezembro – Meias-finais Masculinas

• 19h30 – Leonardo Murialdo (ARG) vs Porto (POR)

• 21h30 – Barcelona (ESP) vs Concepción (ARG)

15 de Dezembro – Meias-finais Femininas

• 19h30 – Concepción (ARG) vs Benfica (POR)

• 21h30 – Gijón (ESP) vs Andes Talleres (ARG)

Finais

• 19h – Final Feminina

• 21h – Final Masculina

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade