Notícia

Adriana Gutierrez será ‘maestro’ no Sporting

May 20, 2019

Adriana Gutierrez, do Voltregà, será uma das jogadoras da nova equipa do Sporting, em estreia na próxima temporada.

Reconhecidamente uma das melhores jogadoras da actualidade e de sempre, “Adri” deixará o Voltregà depois de quatro temporadas em que conquistou três Ligas Europeias, a última das quais na edição desta época.

Campeã do Mundo pela Argentina em 2002 (Paços de Ferreira), 2004 (Wuppertal), 2010 (Alcobendas) e 2014 (Tourcoing), Adriana Gutierrez chegou à Europa em 2007 para representar o Girona, defendendo também os emblemas de Cerdanyola e da equipa francesa do Noisy Le Grand.

“Jogo Hóquei há mais de 25 anos e nunca vivi do Hóquei. Trabalho [é professora de inglês] e o Hóquei para mim sempre foi um desporto e a minha paixão”, declarou em entrevista à Rádio Ona Bages. “O Sporting oferece-me a possibilidade de ser profissional do Hóquei e oferecem-me um projecto bastante atractivo”, referiu. “Abrem a secção de Hóquei feminino pela primeira vez e é um clube que tem tradição no masculino e quer começar a tê-la no feminino e discutir um pouco a hegemonia do Benfica, que actualmente domina o Hóquei português”, explicou.

‘Adri’ defrontou Rita e Rute Lopes, futuras companheiras nos leões, nas últimas duas edições da Liga Europeia

O Hóquei em Patins no feminino, não tem a mesma expressão que tem o mediático Melhor Campeonato do Mundo no masculino, mas Adriana mostra esperança de que o surgimento do Sporting possa alterar as coisas. “Entusiasma-me, porque significa que os clubes grandes estão a apostar no Hóquei. Hoje é o Sporting, mas quem sabe se o Porto não se junta, e depois o Barcelona e que isto vá crescendo”, desejou.

Este domingo, a recepção ao Liceo ficou marcada pela despedida dos adeptos do Pavilhão Oliveras de la Riva, casa do Voltregà, de Adriana Gutierrez, mas também do treinador Jefa Rovira, que sai por motivos pessoais, e da capitã Anna Romero, que não renovará (e abandona a modalidade) depois de 20 anos de azul e branco.

A despedida foi abrilhantada com uma vitória por 8-0, com Gutierrez – no seu 15º golo na presente edição da OK Liga - e Romero a marcarem, num jogo em que Berta Tarrida fez um hat-trick e Esther Vistos bisou. Maria Anglada marcou o outro tento do jogo.

Adriana já se sagrou quatro vezes campeã do Mundo pela Argentina e venceu três vezes a Liga Europeia, pelo Voltegà.

Numa temporada assumidamente de transição, com várias saídas no último defeso, o Voltregà está em quarto, mas poderá mesmo acabar em sexto. O último jogo de Adriana com a sua actual equipa será frente ao Las Rozas (actual sexto), perto de Madrid, a 25 de Maio, antes da sanjuanina se focar na selecção albiceleste.

A selecção argentina procurará em Barcelona o seu sexto título mundial depois das derrotas “in extremis” para a Espanha em 2016 (com golo de ouro) e 2017 (após prolongamento) e já utilizou o Sul-Americano como preparação, com Adriana, apesar dos compromissos do seu clube, a marcar presença na Colômbia.

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade