Breve

Franco Vanzo deixa banco do Valdagno

May 26, 2019

Foto de capa: Gabriele Baldi

Franco Vanzo deixou o comando técnico do Valdagno, pondo fim a uma ligação de oito anos.

O treinador italiano comunicou a sua saída depois de uma temporada que fica marcada pelo afastamento nas meias-finais do playoff italiano. Em Forte dei Marmi, o Valdagno vencia por dois golos a menos de dois minutos do final do prolongamento, mas permitiria a reviravolta.

Com uma equipa reconstruída, por exemplo com as entradas do português André Centeno, do argentino Dario Gimenez e do catalão Guillem Trabal, Franco Vanzo levaria o Valdagno ao terceiro lugar na fase regular. Na Coppa Italia, cairia logo nos “quartos”, mas frente ao Breganze, que viria a vencer a prova. E na Taça WSE, tal como na Série A1, ficaria à beira da final, perdendo nas “meias” com o surpreendente Sarzana.

Ao serviço do Valdagno, Vanzo venceria por duas vezes o “scudetto”, em 2012 e 2013, e duas vezes a Coppa Italia, em 2013 e 2014. A saída de Nicolia depois dessa segunda Coppa para o Benfica marcaria o fim de uma era no Valdagno, que não voltaria a conquistar qualquer título. Os anos seguintes foram de reconstrução, terminando com uma aposta declarada e reforçada na temporada que agora termina.

Ainda com o novo técnico por anunciar, são já certas para a próxima temporada as saídas de Guillem Trabal, Massimo Tataranni e Samuel Amato. Chegam o guarda-redes Bruno Sgaria e Mattia Cocco do Breganze e está na calha o nome de Enric Torner, actualmente ao serviço do Girona, que assim regressaria a Itália depois de, em 2017/18, ter capitaneado o Forte.

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade